27/3/20 17:42
Atualizado em 27/3/20 às 17:47

Cuidados com coronavírus marcam entrega de cartão alimentação das creches

Servidores e população cumprem as orientações de distanciamento social nas regionais

Cronograma divulgado pela Secretaria de Educação é cumprido nas 14 regionais de ensino | Foto: Cláudio Amorim / Secretaria de Educação

Filas e atendimentos com espaços delimitados em torno de um metro de distância, máscaras no rosto para tranquilizar as pessoas. Seguindo a orientação dos órgãos de saúde sobre a pandemia de coronavírus, servidores da Secretaria de Educação atenderam, nesta sexta-feira (27), os beneficiários do Cartão Alimentação Creche (CAC).

O cronograma divulgado pela Secretaria de Educação (SEEDF) é cumprido nas 14 regionais de ensino, com entregas desde as 9h até as 17h de hoje. As retiradas do CAC foram marcadas para o período entre os dias 27 de março e 2 de abril.

Cerca de 80% das entregas previstas foram realizadas pela manhã. “Tudo segue tranquilamente. As pessoas estão respeitando os espaçamentos entre um beneficiário e outro, sem aglomerações, como previsto. Estamos acompanhando de perto esse processo da entrega dos cartões para que ninguém se descuide ou seja desassistido”, informa o subsecretário de Planejamento, Acompanhamento e Avaliação (Suplav/SEEDF), Cláudio Amorim.

Em Taguatinga, 274 beneficiários compareceram para a entrega. No Guará, das 112 previstas, 105 já receberam. Já em Sobradinho, 170 beneficiários estão com o cartão. São Sebastião se adiantou e já entregou pelo menos 50 cartões previstos para as próximas segunda e terça-feira. Núcleo Bandeirante entregou 133 e, no Gama, cerca de 150 cartões foram entregues.

22 mil meninas e meninos de 0 a 5 anos serão beneficiados, nessa primeira etapa de entregas, com R$ 60 para a compra de alimentos | Foto: Cláudio Amorim / Secretaria de Educação

Cada região terá uma ou mais escolas como pontos de retirada dos cartões. Plano Piloto, Samambaia e Paranoá têm mais de dois pontos de entrega. O responsável legal deverá comparecer ao local de atendimento de acordo com o Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) ou a instituição parceira da rede pública do DF onde a criança é matriculada, com documento com foto, certidão de nascimento da criança e/ou termo de guarda, se for o caso.

Saiba o local, data e horário das entregas

Vinte e duas mil meninas e meninos de 0 a 5 anos serão beneficiados, nessa primeira etapa de entregas, com R$ 60 para a compra de alimentos. Em caso de prorrogação da suspensão das aulas para manter o distanciamento social e o combate ao coronavírus, o valor mensal a ser pago será de R$ 150 por criança.

 

* Com informações da Secretaria de Educação