17/4/20 18:24
Atualizado em 17/4/20 às 18:24

Visitas ao Sistema Penitenciário estão suspensas até dia 24 de abril

Detentos estão sendo imunizados contra o vírus da influenza

A suspensão das visitas às unidades prisionais do Distrito Federal segue até o próximo dia 24 de abril. A medida foi anunciada pela Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) , nesta sexta-feira (17) e será reavaliada na próxima semana.

Desde o dia 12 de março não ocorrem visitas aos internos que cumprem pena nos seis presídios do DF. A medida tem caráter preventivo e está alinhada às ações do Governo do Distrito Federal (GDF) voltadas para a prevenção do contágio pelo novo coronavírus.
Antes da suspensão, as visitas ocorriam, semanalmente, às quartas e quintas-feiras. Às sextas uma pequena parcela de sentenciados recebia visitantes.

Como forma de compensação e para que as celas passem por assepsia mais vezes durante o dia, o banho de sol passou a ter três horas de duração, dentro da possibilidade de cada presídio. Antes eram duas horas.

A higienização de celas e viaturas foi reforçada. Cartilhas e material informativos foram distribuídos a servidores. As informações foram repassadas aos reeducandos e são diariamente reforçadas.

Intensificação dos cuidados
Outras medidas para evitar prevenir a proliferação do coronavírus no sistema penitenciário estão sendo adotadas. A ação foi necessária desde que o primeiro agente penal testou positivo para a presença do vírus.

A vacinação dos servidores penitenciários está ocorrendo nos presídio. Os internos também estão recebendo as doses da vacina. Todas as sentenciadas da Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) foram imunizadas. A previsão é que todos os sentenciados estejam imunizados contra o vírus da influenza em duas semanas.

Nesta semana a Secretaria de Saúde anunciou que vai contratar, de forma emergencial, uma empresa de engenharia civil para construir um hospital de campanha no Complexo Penitenciário da Papuda. O espaço será voltado à população carcerária acometida pela Covid-19 e terá capacidade para 40 leitos, sendo 10 de suporte avançado e 30 de enfermaria.

*Com informações da SSP