28/4/20 20:00
Atualizado em 28/4/20 às 20:00

Mais de trezentos pacientes foram atendidos na tenda para síndromes respiratórias de Santa Maria

Estrutura foi montada pelo Iges-DF para enfrentamento do novo coronavírus

A tenda para triagem de pacientes do pronto-socorro para síndromes respiratórias agudas, montada no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), já atendeu 319 pacientes em 15 dias de funcionamento, de 13 a 27 de abril. A estrutura foi erguida pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF) em mais uma iniciativa para enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Até o momento, foram realizados na estrutura da tenda a coleta de 96 exames laboratoriais (RT-PCR -Swab), sendo 87 negativos e apenas nove positivos. Eles estão em isolamento domiciliar. Os testes são realizados apenas nos pacientes com sintomas da doença.

“A tenda é dividida em três áreas distintas. São elas: Acolhimento e Triagem, Atendimento Médico e Área de Coleta de Exames. A depender da triagem do paciente, ele é encaminhado para a classificação de risco e atendimento médico na Unidade de Atendimento da Covid-19, seguindo o protocolo estabelecido”, explicou o superintendente do HRSM, Paulo Cortez.

A Unidade de Atendimento Covid-19, que foi estruturada em parte do ambulatório do HRSM em conjunto com a tenda, conta com 26 leitos para tratamento da doença, dos quais 10 leitos de UTI com ventiladores mecânicos e mais 16 com suporte de oxigênio. Além disso, o HRSM conta com 40 leitos de UTI exclusivos para atendimento de casos confirmados ou suspeitos da doença.

“Estamos disponibilizando serviços e leitos para tratamento de pessoas com suspeita ou confirmação da Covid-19, sendo que tudo está sendo feito de acordo com um plano de contingência que foi previamente estabelecido para garantir o acolhimento e atendimento das pessoas”, concluiu o diretor-presidente do Iges-DF, Sergio Costa.

O gestor lembrou que também foram abertos mais 20 leitos de UTI na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Núcleo Bandeirante, primeiro local no DF onde foi montada uma tenda semelhante à de Santa Maria para triagem e atendimento de casos suspeitos.

*Com informações do Iges-DF