30/4/20 9:45
Atualizado em 30/4/20 às 9:45

Servidores da UBS 17 de Planaltina fazem corrente do bem

Doação de máscaras, de equipamentos de proteção individual e de alimentos tem ajudado famílias carentes da região

Servidores e colaboradores da Unidade Básica de Saúde 17, de Planaltina, se uniram numa corrente do bem. Máscaras, alimentos e até vaquinha para compra de equipamentos de proteção individual estão entre as ações para ajudar a comunidade atendida por ali.

Mais de 300 máscaras já foram doadas por costureiras do Jardim Morumbi, que abrange área rural. Elas foram entregues à comunidade, profissionais de saúde, além de dependentes químicos de um centro de recuperação e trabalhadores da área rural.

“As doações serão vão pelo menos até junho deste ano. As máscaras são oferecidas para pacientes que vão até a unidade e entregues por agentes comunitários de saúde durante as visitas domiciliares”, ressalta a gerente de Serviços da Atenção Primária à Saúde 4 de Planaltina, Márcia Rodrigues Xavier.

A proteção individual também foi reforçada graças a uma vaquinha on-line, que arrecadou dinheiro suficiente para comprar 190 capotes, 70 calças e 100 toucas para profissionais de unidades básicas de saúde de Planaltina. “A ideia é arrecadar o suficiente para 1.590 peças e reforçar os estoques de EPIs da atenção primária da região”, diz Márcia.

Cestas básicas
Os moradores atendidos pela Gerência de Serviços da Atenção Primária à Saúde 4 (Gsap 4) também estão sendo beneficiados com cestas básicas. “A arrecadação foi uma iniciativa de uma família, que surgiu com o objetivo de entregar diversas cestas em algumas regiões administrativas do DF. As famílias foram escolhidas pelos agentes comunitários de saúde, por conhecerem as que têm mais vulnerabilidade”, conta a residente de psicologia Renata Musa.

Já foram entregues 96 cestas e outras 14 estão reservadas por um motivo nobre. “Aquelas famílias que identificamos com sintomas de coronavírus e precisam ficar em quarentena recebem essas cestas, de modo que elas cumpram com rigor o isolamento”, explica Márcia.

* Com informações da Secretaria de Saúde-DF