2/5/20 13:39
Atualizado em 2/5/20 às 13:39

Mais de 130 mil pessoas são vacinadas na segunda fase da campanha

Grupos prioritários devem procurar salas de vacinação até 9 de maio

Foto: Breno Esaki/Agência Brasília
Os professores serão contemplados na terceira fase, que inicia em 9 de maio. A campanha vai até 22 de maio. Foto: Breno Esaki/Agência Brasília

A Secretaria de Saúde vacinou, até a última quinta-feira (30/4), 130.993 pessoas do Distrito Federal que fazem parte do público-alvo da segunda etapa da campanha nacional contra a Influenza.

“A segunda fase termina no próximo dia 9 de maio. Então, as pessoas dos grupos prioritários têm pouco mais de uma semana para continuarem procurando as salas de vacinação no Distrito Federal. É importante não deixarem para a última hora. Dessa forma, evitam aglomerações”, alertou a gerente de Imunização da Secretaria de Saúde, Renata Brandão.

Em números absolutos, os integrantes do público-alvo que mais foram vacinados são pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais, que totalizaram 83.502. Isso representou 55,6% da meta estabelecida para esse grupo prioritário.

Mas a maior porcentagem de cobertura vacinal foi da população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e jovens sob medidas socioeducativas. Ao todo, foram 18.823 vacinados até o momento, alcançando 91,2% da meta estabelecida para esses públicos.

Funcionários das forças de segurança e salvamento chegaram a 66,9% de cobertura, com 19.202 vacinados. Também estão na lista 6.133 motoristas e cobradores de transporte coletivo, com 37,6% desse grupo protegido contra a Influenza, e 3.333 caminhoneiros e portuários vacinados, o que totalizou 18,7% da meta estabelecida para esse público.

Mudança

Antes, os professores também estavam incluídos nesta etapa da campanha. Contudo, de acordo com a orientação do Ministério da Saúde, seguida pela Secretaria de Saúde, eles serão contemplados a partir da terceira fase da iniciativa, que se inicia em 9 de maio.

Também estão incluídas na próxima etapa crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e pessoas com deficiência. A campanha continuará até 22 de maio.

*Com informações da Secretaria de Saúde