12/5/20 11:51
Atualizado em 12/5/20 às 11:51

Asfalto do Lago Sul passa por obras de recuperação   

Durante anos, a região recebia apenas serviços de tapa-buraco. Novacap, em parceria com a administração local, trabalha na reconstrução do piso

Após mapeamento feito pelo GDF, equipes trabalham para reconstruir 800 metros quadrados de asfalto na QI 5 | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Após anos recebendo apenas serviços de tapa-buraco, o asfalto do Lago Sul passa por uma recuperação intensa. Em parceria com a administração regional local, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) trabalha na reconstrução de 800 metros quadrados na QI 5. A obra, orçada em R$ 80 mil, tem previsão de término ainda neste mês.

R$ 80 milCusto da obra

O diretor de Infraestrutura Urbana da Novacap, Márcio Costa, explica que a via apresentava boas condições, porém trechos isolados precisavam de reparos. “Estamos realizando serviços de fresagem e recapeamento de locais onde o pavimento apresenta desgaste acentuado e remendos feitos anteriormente”, informa.

Outras quadras 

As obras de recuperação asfáltica também ocorreram nas QIs 19 e 21. Morador da cidade há dez anos, o advogado Alceste Vilela, 52 anos, lembra que a condição do asfalto era precária, o que causava insegurança aos usuários. “Nunca foi feito um bom serviço antes, no máximo um tapa-buraco. Eu tenho motocicleta e estava perigoso de transitar, mas agora está tudo novo e confortável”, comemora.

Segundo o administrador regional, Rubens Santoro, boa parte do Lago Sul tem um asfalto de baixa qualidade, o que ocasionava buracos e uma capa asfáltica desgastada. “O GDF fez um mapeamento dessas áreas para que a gente refizesse o asfalto”, conta. “Estamos aproveitando a época de estiagem e quarentena, quando o tráfego de carros e pessoas é reduzido, para concluir o serviço em um tempo menor”.

GDF Presente 

Recentemente, o programa GDF Presente esteve no Lago Sul para executar uma série de melhorias, como roçagem, poda de árvores, pintura de meios-fios e recolhimento de entulho e galhos. Os serviços foram feitos desde o Balão do Aeroporto até a QL 22.

Além da limpeza de todas as paradas de ônibus da Estrada Parque Dom Bosco (EPDB), nesse trecho, as árvores do canteiro central foram podadas. Garis varreram as ruas e recolheram galhos e entulhos deixados nas áreas verdes.