15/5/20 20:10
Atualizado em 15/5/20 às 20:10

Empreendedorismo e Junta Comercial: união em prol do empresariado

Órgãos alinham estratégias e iniciam conversas sobre parcerias com setores para fomentar a economia neste momento de pandemia

Foto: Divulgação
Em parceria com a Jucis.DF, a Secretaria de Empreendedorismo se reuniu, com a Associação dos Bancos no DF (Assban). Foto: Divulgação

Criada esta semana pelo governador Ibaneis Rocha, a Secretaria de Empreendedorismo já está a todo vapor. Em parceria com a Junta Comercial, Industrial e Serviços do DF (Jucis.DF), a pasta se reuniu, nesta sexta-feira (15), com a Associação dos Bancos no DF (Assban) com o intuito de debater caminhos para ajudar as empresas neste momento de pandemia provocado pela Covid-19.

“Estamos construindo relacionamentos que venham a colaborar com o pós-pandemia. E conversar com vários setores e órgãos é importante, pois não basta só dar condições para o empreendedor começar seu negócio. Temos que acompanhar e realmente monitorar o setor produtivo para elaborarmos uma retomada mais eficaz com equilíbrio econômico no âmbito do DF”, ressaltou a secretária de Empreendedorismo, Fabiana Di Lúcia.

Feito por videoconferência, no encontro com representantes da Assban, entre eles a presidente Maria do Carmo Porto Oliveira, ficou acertado que, dentro do permitido pela lei, será estudado em parceria com os bancos, inclusive os privados, como produzir informações que facilitem a obtenção de crédito pelos empreendedores locais.

Setor produtivo

“Nossa preocupação é sempre saber como podemos ajudar a fortalecer o setor produtivo, conforme a missão que nos foi confiada pelo governador Ibaneis Rocha, que não tem medido esforços para ajudar o empresariado do DF. Dentro disso, fomos muito bem recebidos pela presidente da Assban na semana passada, que prontamente marcou este encontro”, agradeceu o presidente da Jucis.DF, Walid Sariedine.

Os representantes da Assban ficaram contentes com a iniciativa do governo e assumiram alguns compromissos, entre eles, num primeiro momento, ampliar o acesso a serviços digitais da instituição, inclusive oferecendo encontros por videoconferência a grupos de empresários para explicá-los. “Este encontro foi apenas o primeiro passo de uma parceria que pode render muitos frutos”, afirmou Maria do Carmo.

*Com informações da Jucis.DF