26/5/20 16:09
Atualizado em 27/5/20 às 18:53

CEB faz 32 mil atendimentos on-line durante pandemia

Sete serviços que só podiam ser realizados presencialmente agora estão disponíveis na internet. Volume em 60 dias equivale à média de quatro agências físicas 

Nos últimos 60 dias, a Agência Digital da Companhia Energética de Brasília (CEB) fez mais de 32 mil atendimentos. Pelo portal, podem ser realizados sete serviços expressos oferecidos pela empresa – que, até março, exigiria a presença física do consumidor em uma das agências da cidade. Como os postos precisaram ser fechados para prevenir a disseminação do coronavírus, o cronograma de inclusão de ações foi modificado. 

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

“O número de atendimentos é impactante e representa a quantidade média de quatro agências por mês”, revela o diretor de Atendimento ao Cliente e Tecnologia da Informação da CEB, Gustavo Alvares. “Essas ações são decorrentes de nossa preocupação com o bem estar da população, que passou a resolver problemas e demandas de dentro de casa, com conforto e proteção. Neste momento, sabemos que quanto mais a pessoa ficar em casa, melhor”, reforça.

Pelo portal, que pode ser acessado tanto pelo computador quanto pelo celular, o consumidor tem a possibilidade de solicitar nova ligação de energia elétrica ou seu desligamento, além de alterar a titularidade da conta

Clientes das classes comercial, rural, industrial e do poder público que tiveram as faturas emitidas pela média de consumo podem verificar a leitura do medidor. Além disso, é possível fazer a Auto Leitura para não ser faturado desta forma. 

Também é possível requerer cadastramento para Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) – que dá desconto a consumidores baixa renda conforme o consumo – e no Cliente Sobrevida, destinado para moradores com doença em que o tratamento necessite do uso contínuo de equipamentos ligados à energia. 

O plano de digitalização de serviços da companhia está desenhado desde dezembro, antes mesmo de a doença causada pelo coronavírus chegar à capital. No entanto, as novas circunstâncias, orientações de isolamento social e suspensão de atendimentos presenciais nas Agências da CEB e nos postos do Na Hora, fizeram com que as possibilidades de ações online fossem revistas. “Antecipamos prioridades para atender essa demanda”, explica o diretor. 

Moradora de Ceilândia, Marcela de Sousa conheceu o portal recentemente. De mudança para novo endereço de aluguel, a secretária de 37 anos precisou alterar a titularidade da conta para ter um comprovante de residência. “Tive que preencher um formulário na internet mesmo, com meus dados, e anexar fotos de documentos, além de uma selfie segurando a identidade”, conta. Ela classifica o serviço como seguro e fácil.