28/5/20 16:52
Atualizado em 28/5/20 às 17:29

Com boa recuperação, governador recebe alta da terapia intensiva

Ibaneis Rocha passa bem e, mesmo internado, consegue acompanhar o andamento dos trabalhos

Durante a entrevista coletiva, os médicos explicaram como foi feito o procedimento cirúrgico | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

 

Decorridas 48 horas da cirurgia no aparelho digestivo à qual foi submetido, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, apresentou melhoras que lhe permitiram receber alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Mesmo internado, ele está acompanhando o andamento das ações do governo.

Ibaneis irá para o quarto, mas receberá visitas restritas, pois precisa descansar para se recuperar totalmente. Durante entrevista coletiva nesta quinta-feira (28), a equipe médica que realizou o procedimento disse mais uma vez que não há previsão de o governador ir para casa.

“Estamos programando a alta, mas não podemos estabelecer previsões futuras”, declarou o coordenador de terapias intensivas da Rede D’Or, Marcelo Maia. “A avaliação é feita diariamente e mais de uma vez por dia. A cada dia ele está melhor, mas estamos bastante prudentes.”

Marcelo Maia informou que os médicos estão fazendo uma progressão da dieta do governador de líquida para sólida, um passo importante para a recuperação, pois mostra se ele consegue digerir a comida sem apresentar distensão abdominal ou qualquer intolerância alimentar, o que vai garantir que volte a se alimentar normalmente. “Ele aceitou a alimentação oral superbem e está caminhando dentro da unidade”, contou o médico.

O procedimento

O governador foi internado às 14h30 de segunda-feira (25) no Hospital DF Star. O quadro era de dor abdominal aguda. Os exames laboratoriais foram realizados duas vezes, procedimento após o qual a equipe médica decidiu fazer a cirurgia para que a situação não se agravasse.

A operação detectou e corrigiu uma perfuração no intestino causada pela ingestão de um fragmento de osso animal, um pedaço de osso de galinha ou espinha de peixe.

Recuperação avança

O cirurgião Ronaldo Cuenca relatou que o exame físico abdominal do governador não mostra nenhum sinal de complicação decorrente da operação, o funcionamento intestinal está normal e não há dor. “Isso nos deixa muito seguros e tranquilos; vencemos as primeiras 48 horas”, afirmou.

Durante a entrevista, Cuenca detalhou o procedimento e mostrou o principal equipamento usado na videolaparoscopia – um grampeador mecânico, o mesmo utilizado na cirurgia bariátrica feita por Ibaneis Rocha há alguns anos.

Para a retirada do corpo estranho, foi preciso cortar dois centímetros do intestino delgado. Tanto o material seccionado quanto o objeto que perfurou parte do órgão serão enviados a análise histopatológica, o que é praxe. O resultado deve sair entre sete e dez dias.

 

 

 

 

Galeria de Fotos

Com boa recuperação, governador recebe alta da UTI