3/6/20 10:37
Atualizado em 3/6/20 às 10:37

Metrô-DF testa funcionários para Covid-19

Além dos testes, há distribuição de máscaras e fiscalização do uso do acessório de proteção

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) vai fazer a testagem para Covid-19 de todos os empregados da Operação e Manutenção. Cerca de 880 profissionais trabalham na linha de frente do sistema e correspondem a 72% da força de trabalho do Metrô-DF.

A aplicação do exame faz parte da estratégia de testagem em massa do Governo do Distrito Federal e está sendo articulada com a Secretaria de Mobilidade e a Secretaria de Saúde. As duas pastas estão decidindo os detalhes para o início da operação. A medida será somada aos esforços da Companhia e do GDF para garantir o transporte seguro dos usuários e a saúde dos empregados, sobretudo durante a volta gradual das atividades no Distrito Federal.

Além dos testes, o Metrô-DF tem executado uma série de ações, como a distribuição de máscaras, fiscalização do uso do acessório de proteção na entrada e no interior das estações e dos trens, e orientações aos passageiros sobre as medidas preventivas individuais.

Também houve mudança nas operações de higienização. Todos os dias, durante a madrugada, é executada uma limpeza profunda nos trens e nas estações. A cada 45 minutos, em média, durante as paradas nos terminais, os trens recebem mais uma limpeza. De 30 em 30 minutos, os bloqueios, as bilheterias e os corrimãos das estações são novamente higienizados com o peróxido de hidrogênio.

O Metrô-DF também investiu na aquisição de pulverizadores e do produto quaternário de amônio, aprovado pela Anvisa e usado na China e em países da Europa durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Todas as estações, trens, pátios de manutenção e o Complexo Administrativo e Operacional (CAO) passam por um processo de desinfecção semanal com o quaternário, que mantém uma camada protetora contra a ação do vírus por mais tempo nas superfícies.

* Com informações do Metrô-DF