19/6/20 12:21
Atualizado em 19/6/20 às 12:36

Concluída a revitalização da fachada do HRT

Adequações em várias áreas da unidade preveem investimento de aproximadamente R$ 1,5 milhão

Foto: Divulgação / Agência Saúde

Seguem em ritmo acelerado as adequações estruturais no Hospital Regional de Taguatinga (HRT) e nos hospitais da rede pública de saúde. No HRT, onde foi concluída a revitalização da pintura e jateamento da fachada, 14 áreas também serão reformadas.

Além da fachada do hospital, já foi concluída a primeira etapa das adequações, com a revitalização da rede hidráulica e pinturas nas partes externas do ambulatório, pronto-socorro e banco de sangue. As galerias da rede de esgoto e toda parte elétrica do ambulatório também já foram reformadas.

“É um presente de aniversário para os pacientes, que contarão com um hospital renovado, e para nós, servidores, que trabalharemos em um lugar melhor”, afirma o diretor do HRT, Wendel Moreira.

Revitalização

A caminho de completar 46 anos, o HRT, um dos maiores hospitais da rede pública de saúde do DF, também vai ganhar luzes de LED nos estacionamentos – o que promoverá economia de energia elétrica – e a troca das esquadrias metálicas.

Esses trabalhos demandam um total de R$ 1.492.263 em investimentos. Também estão previstas a substituição do piso e das divisórias da UTI e reformas gerais na pediatria, na ortopedia e na ala de pequenas cirurgias.

“As obras estão sendo feitas em horários alternativos, de madrugada, nos fins de semana ou feriados, quando o ambulatório não funciona”, explica o diretor da unidade. “Dessa forma, o atendimento aos pacientes não é afetado.”

Mais reformas

Mais hospitais da rede pública de saúde receberam reformas estruturais neste ano. A lavanderia do Hospital Regional de Planaltina (HRPL) está na fase final da obra que possibilitará aumentar a quantidade de roupas lavadas da média diária de 350 kg para 650 kg.

Outro local em obras é o centro obstétrico do Hospital da Região Leste. Os trabalhos incluem a remoção de infiltração e vazamentos da rede hidráulica, manutenção da rede de esgotos, manutenção e adequação dos banheiros, adequação de setores, revisão da instalação elétrica e manutenção da pintura. O contrato de manutenção predial possibilitou as ações preventivas e corretivas que vão beneficiar os usuários da Região de Saúde Leste.

* Com informações da SES