11/7/20 16:54
Atualizado em 11/7/20 às 16:54

Força-tarefa faz blitze em Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol

Coordenada pelo DF Legal, ação será à noite e na madrugada e vai monitorar bares e distribuidoras de bebidas

A Secretaria DF Legal, a Vigilância Sanitária, a Polícia Militar e outros órgãos do Governo do Distrito Federal vão intensificar, neste fim de semana, a fiscalização noturna nas cidades de Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol.

Com duas equipes extras desde a sexta-feira (10), a força-tarefa vai fiscalizar o cumprimento das medidas contra a propagação do coronavírus, causador da Covid-19. Serão feitos “arrastões” nas duas cidades, invadindo a madrugada.

Estabelecimentos comerciais, incluindo bares e distribuidoras de bebidas, serão monitorados de perto pelas equipes – incluindo, claro,  o uso de máscaras de proteção pelos moradores.

Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

O Decreto 40.961/20 editado pelo GDF determinou o fechamento de atividades não essenciais na região. Ceilândia e Sol Nascente já somam mais de 8 mil casos de coronavírus, o mais alto índice no Distrito Federal.

Desde maio, o DF Legal fiscaliza o cumprimento das medidas de segurança sanitária e de funcionamento nos mais diversos estabelecimentos, em feiras e também a atividade de ambulantes. 

Ceilândia e o Pôr do Sol/Sol Nascente já tiveram 85 estabelecimentos interditados desde então. Setenta e nove comércios já foram fechados compulsoriamente nas cidades, por não cumprirem as normas de funcionamento e de segurança sanitária.

Mas com o decreto desta semana, apelidado de “pré-lockdown”, as regras endureceram e a maior parte do comércio deve permanecer fechada – excetuando-se as atividades essenciais. Dessa forma, a fiscalização estará ainda mais vigilante.

Segundo o secretário do DF Legal, Cristiano Mangueira, o momento exige muita atenção e as ações devem ser aumentadas.  “Vamos intensificar nossas frentes de fiscalização, percorrendo toda a cidade. Serão duas equipes a mais para o período da noite, além das quatro que já atuam a partir das 8h da manhã”, explicou. 

A força-tarefa também tem a participação do Brasília Ambiental, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Procon, Detran, DER e Segov.

* Com informações do DF Legal