30/8/20 18:33
Atualizado em 30/8/20 às 19:06

Gama derrota o Brasiliense e é o campeão do Candangão 2020

Em um jogo com rígido protocolo de segurança contra a Covid-19, equipe consegue reverter a diferença do jogo anterior e levanta a taça da temporada

Secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão assistiu à partida acompanhada do vice-governador, Paco Britto | Foto: Secretaria de Esporte e Lazer

O jogo final do Campeonato Brasiliense de Futebol (Candangão 2020) entre Gama e Brasiliense contou com todos os ingredientes de um clássico muito disputado. Na partida deste sábado (29), no Estádio Walmir Campelo Bezerra, o Bezerrão, teve gol anulado, jogador expulso, ânimos acirrados e pênaltis. E, por 4 a 3, ao levar a melhor nas penalidades, os donos da casa fizeram a festa ao conquistar o 13º título do principal torneio de futebol do Distrito Federal.

A secretária de Esporte e Lazer, Celina Leão, assistiu à partida acompanhada do vice-governador, Paco Britto, e avaliou de forma positiva a finalização do evento, que aconteceu sem a presença de público nas arquibancadas, devido à pandemia de Covid-19. “Desde a retomada do campeonato, nosso desafio era realizar todas as partidas sem oferecer risco aos jogadores, comissão técnica e demais envolvidos. E conseguimos cumprir nossa missão”, celebrou a secretária.

Após mais de quatro meses parado, a edição deste ano do Candangão foi retomada em agosto, já nas quartas-de-final, mediante o cumprimento de intenso protocolo de segurança. “É o clássico do Distrito Federal. Felizmente não houve problemas de Covid-19 no campeonato, mas infelizmente tivemos que fazer com portões fechados. Esperamos que, no próximo ano, possamos estar com esse evento totalmente lotado para levarmos à população a certeza e a tranquilidade de uma pandemia controlada”, afirmou Paco Britto.

Paco e Celina erguem a taça do campeão do DF | Foto: Vinícius de Melo / Agência Brasília

O Brasiliense entrou em campo em vantagem, já que havia vencido o primeiro jogo no Estádio Mané Garrincha, por 3 x 1. Mas o Gama conseguiu reverter a vantagem do rival com gols de Everton Sidnei de Brito e Anderson Francisco Nunes.

Do lado do time do Brasiliense, Esquerdinha levou o segundo cartão amarelo e foi expulso do campo. O embate seguiu para os pênaltis e não teve jeito para o clube de Taguatinga, após as cobranças perdidas de Sandy e Rodrigo.

“Temos que parabenizar o Ministério Público, que acompanhou tudo e viu que estava tudo caminhando corretamente. Só esperamos que, em breve, possamos liberar as torcidas para fazer uma festa mais bonita, pois os torcedores do Gama sentem falta. E todos nós sentimos hoje. Infelizmente a pandemia atrapalhou muito o brilho das finais”, avaliou o presidente do Gama, Weber Magalhães.

 

* Com informações da Secretaria de Esportes

Galeria de Fotos

Gama derrota o Brasiliense e é o campeão do Candangão 2020