16/9/20 21:09
Atualizado em 17/9/20 às 16:58

Agências do trabalhador abrem maior oferta de vagas de 2020

As 480 oportunidades de emprego são reflexo da retomada da economia do DF. Pelo segundo dia seguido oferta bate recorde

Reprodução

Pelos segundo dia consecutivo a quantidade de vagas de emprego oferecida pelas agências do trabalhador do Distrito Federa bateu o recorde deste ano. O número é reflexo da retomada da economia na capital, resultado dos incentivos fiscais e da quantidade de obras do GDF realizadas por toda a cidade.

“O aquecimento no mercado de trabalho é o maior sinal de recuperação da economia. Todo esse projeto de incentivo, como os financiamentos junto ao BRB, o microfinanciamento da própria Secretaria de Trabalho – Prospera, a regularização fundiária para empresas nas áreas de desenvolvimento econômico, tudo isso tem ajudado”, elenca o secretário de Trabalho, Thales Mendes Ferreira.

Além dos empregos ofertados nas agências do trabalhador, os investimentos citados pelo secretário, como os R$ 300 milhões em obras e os quase R$ 100 milhões nas áreas de desenvolvimento econômico, a expectativa é de que mais de 20 mil empregos sejam gerados até o fim deste ano.

Oportunidades

 De acordo com o secretário de Trabalho, a maior procura nas agências do trabalhador nos últimos dias tem sido por profissionais dos segmentos da construção civil e de serviços.

Para essa quinta-feira (17), a área de construção civil está com 69 vagas, distribuídas entre tratorista operador de roçadeira, pintor, auxiliar de pedreiro, pedreiro, serralheiro e duas para ajudante, soldador, marceneiro e para polidor de mármore e granito.

“Nós temos equipes que vão até pequenas empresas, oferecer nosso serviço de recursos humanos. Com a retomada da economia, muitas empresas querem contratar, mas têm dificuldade. Então, nós temos um banco e disponibilizamos essas vagas”, explica Thales.

Prova de que isso tem dado certo é a quantidade de vagas para o setor de serviços. Mais de 200 oferecidas para esta quinta-feira (17), contemplando profissões como churrasqueiro, garçons, vendedores e cozinheiros.

As agências encaminham para as empresas três candidatos por vaga ofertada, para dar a possibilidade de escolha à empresa, de acordo com o perfil desejado. “Em âmbito nacional, nós somos o estado com maior inserção efetiva de pessoas que procuram emprego nas agências do trabalhador”, destaca Thales Mendes.

Quadro

No dia em que as agências batem recorde de procura por profissionais, o cargo de açougueiro é o que oferece o maior número de vagas. São 53, com salários que variam entre R$ 1.119 e R$ 1,7 mil, mais benefícios. Em seguida, auxiliar técnico eletrônico, com 50 vagas e remuneração de R$ 1.060 mensais.

Aliás, a área de tecnologia está com números altos em oferta de vagas. Quarenta delas para instalador de equipamentos de comunicação e a mesma quantidade para instalador de sistemas eletrônicos de segurança. Para técnicos eletrônicos em manutenção industrial são 35 oportunidades e, para técnicos em automação industrial, 30. Aos que trabalham com manutenção de elevadores são 10 vagas. Ainda há seis voltadas para profissionais com nível superior em Tecnologia da Informação, para atuar como consultor de sistemas.

Os interessados em concorrer a qualquer uma dessas vagas devem procurar uma das 15 agências do trabalhador – de um total de 18 – que estão abertas durante a pandemia. Elas funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Também é possível buscar pelo aplicativo Sine Fácil – que, em virtude da pandemia de Covid-19, disponibiliza o serviço.

Confira aqui as vagas disponíveis.