30/9/20 14:02
Atualizado em 30/9/20 às 14:33

Florada de ipês-brancos encanta moradores do DF

População aproveita para registrar fotos das árvores, que florescem mais rapidamente do que as de outras espécies

Contagem regressiva para fotos, pois florada chega ao fim nos próximos dias| Foto: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília

Os ipês-brancos são um verdadeiro espetáculo a céu aberto durante a primavera. Neste mês – até meados de outubro – a árvore pode ser encontrada em várias regiões administrativas do Distrito Federal. Mas, quem quer registrar uma foto não pode perder tempo ao passar por um exemplar. A florada, que começou depois do tempo previsto, deve acabar em breve.

10% dos ipêsde todo o Distrito Federal são brancos

Diretor do Departamento de Parques e Jardins da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Raimundo Silva explica que a cor branca representa 10% dos 230 mil ipês crescidos no DF. “Primeiro são os roxos e amarelos. Depois dos brancos é a vez dos rosas e, finalmente, os verdes. Às vezes, as condições climáticas podem antecipar ou prolongar o desabrochar”, informa.

A esteticista Thais Nogueira, 33 anos, registrou o momento assim que a primeira árvore desabrochou em frente à porta de sua casa, na Vila Planalto. “Moro aqui desde que nasci e todos os anos temos o privilégio de ter essa visão maravilhosa. Tiramos muitas fotos. É uma paisagem única. Para mim, essa é uma das cores [de ipê] mais bonitas”, opina Thais.

Thais Nogueira: “Para mim, essa é uma das cores de ipê mais bonitas” | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

O militar da reserva Aurélio França, 55 anos, também aproveitou para guardar a imagem no celular. “Os ipês encantam a nossa cidade todo ano. Amo os amarelos, mas a cada espécie que vejo fico na dúvida de qual é a mais bonita”, admite. “A natureza é exuberante e temos que cuidar muito bem dela.”

Plantio

De acordo com a chefe de Divisão de Agronomia da Novacap, Janaína Gonzáles, o plantio dos ipês começa no próximo mês, no período da chuva, que se estende até março, no máximo. A coleta das sementes é feita nos estados de Goiás, Minas Gerais e Tocantins. Em seguida elas são levadas para os viveiros, onde começa o processo de germinação.

“As mudas são plantadas para substituir árvores que foram retiradas ou em locais demandados pelas administrações regionais. É observada a questão da proximidade de construções e calçadas, por exemplo, para não causar problemas”, explica.

Neste período, a previsão é que sejam plantados mais 40 mil exemplares até o próximo ano. De janeiro até agora já foram plantadas 30 mil novas mudas em diversos pontos do DF.

Plantio irregular

Quem pretende plantar árvores em área pública precisa pedir autorização à Novacap. Há espécies que podem criar inúmeros problemas, como proliferação de doenças, ou mesmo tornar o solo improdutivo, pois algumas sugam mais minerais.

Há espécies que também podem danificar a parte estrutural de um imóvel. Para solicitar o plantio basta ligar gratuitamente para a Ouvidoria, no telefone (61) 3403-2626.

Cores dos ipês tornam ainda mais bonitos os arredores da Catedral | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

A Novacap também não faz podas em áreas privadas e nem em órgãos públicos que têm contrato específico para esse tipo de serviço – exceto em casos de risco de desabamento que resulte em ação da Defesa Civil.

As equipes também não podem executar podas em rede de energia elétrica ou a cinco metros dela, por questão de segurança. Quem faz esse tipo de serviço é a Companhia Energética de Brasília (CEB).

Galeria de Fotos

Florada de ipês-brancos encanta moradores do DF