23/2/21 11:33
Atualizado em 23/2/21 às 11:33

Orquestra grava concertos no foyer da Villa-Lobos

Com esquema de revezamento, músicos trabalham em repertório inédito para a web

Os músicos ensaiam todas as terças-feiras, em ambiente aberto e seguro | Fotos: Marina Gadelha/Secec

Os músicos da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS) celebram o retorno parcial das atividades presenciais. Desde a última sexta-feira (19), o foyer da Sala Villa-Lobos, um dos destaques do teatro, virou palco de ensaios dos concertos para a nova temporada.  Ao som de cordas de violinos, violas, violoncelos e contrabaixos, os musicistas iniciaram o trabalho para gravar concertos inéditos que serão transmitidos no canal da OSTNCS no YouTube.

O canal da OSTNCS no YouTube exibirá concertos inéditos

Diante do isolamento social necessário ao enfrentamento da pandemia da Covid-19, os músicos cumprem as normas recomendadas pelas autoridades sanitárias. Além de receberem os devidos suportes de higiene, equipamentos de proteção individual (EPIs) e de segurança, eles contam com apoio das equipes da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), que atuam em modo de revezamento, conforme determina a Portaria 01/2021, que regulamenta o Decreto 41.348 do Governo do Distrito Federal, sobre o retorno ao trabalho presencial.

Com a nova temporada prevista para estrear no fim de março, os ensaios foram marcados para as terças-feiras, sem público presente – formato pensado principalmente para prover a segurança dos músicos. Por ser ao ar livre, o foyer proporciona as condições adequadas para a gravação dos concertos.

Nova realidade virtual

Regidas pelo maestro Claudio Cohen, as apresentações marcam uma nova realidade para o conjunto de artistas da música erudita e para o público virtual: a produção de conteúdo on-line.

“Estamos produzindo repertórios mais voltados para orquestras de câmara”, conta o regente. “Com isso, a gente pretende continuar com a nossa atividade de entrega dos concertos para a população por meio do nosso canal até que as coisas voltem à normalidade, com as apresentações com público presencial.”

“A gente pretende continuar com a nossa atividade de entrega dos concertos para a população por meio do nosso canal até que as coisas voltem à normalidade”Maestro Claudio Cohen

O repertório desta nova temporada, adianta ele, é vasto. “Teremos obras de Cláudio Santoro, do compositor tcheco Antonín Dvorak, do compositor francês Charles Gounod, do americano Libby Larsen e também do maestro mundialmente conhecido pelas óperas e dramas musicais de sucesso, o alemão Wilhelm Richard Wagner”.

Memória on-line

Sobre o novo momento em que atividades presenciais estão suspensas, Claudio Cohen reconheceu a importância do canal do YouTube como um modo de manter a conexão com o público da orquestra, além de atingir novos públicos e interações on-line. “A receptividade foi muito grande e trouxe à memória grandes trabalhos que estavam arquivados”, avalia. “A partir disso, tivemos novas possibilidades. Quando voltarmos às apresentações presenciais, pretendemos manter o digital”.

Lílian Rayol, spalla da OSTNCS: “Esperamos que em breve possamos ter o público conosco”

Spalla (violinista principal) da Orquestra Sinfônica, Lílian Rayol manifesta satisfação em poder voltar a atuar junto a seus colegas, após quase um ano do último concerto presencial, realizado em março de 2020. “É muito diferente poder tocar junto, é muito prazeroso exercer a nossa profissão”, diz. “Esperamos que em breve possamos ter o público conosco. O calor do nosso público faz muita falta”.

O trombonista Ricardo Pacheco considera a retomada da orquestra uma iniciativa positiva para a cidade e para a cultura de modo geral. “Estamos de volta com todas as medidas de segurança cabíveis, e essa volta para nós da OSTNCS é muito gratificante”, comemora.

Concertos reprisados

A programação para fevereiro segue o cronograma de peças gravadas em apresentações anteriores. Nesta terça-feira (23), a atração é o Concerto Indiano, que conta com a participação do solista Subramanian Swamy, natural da Índia. A gravação foi feita em 2018, no Cine Brasília.

Acesse  o canal da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro no YouTube.

* Com informações da Secec