13/3/21 19:38
Atualizado em 13/3/21 às 19:38

Mais de 13 mil comércios vistoriados na noite de sexta (12)

Ação resultou em 18 estabelecimentos multados, 19 interditados e blitze em vários pontos. Festa clandestina foi interrompida em área rural

Só a Vigilância Sanitária vistoriou mais de 500 estabelecimentos no Plano Piloto para verificar o cumprimento dos decretos | Fotos: Divulgação/Agência Saúde


A força-tarefa do GDF, liderada pela Secretaria de Segurança Pública, está nas ruas e tem seguido com rigor as determinações dos decretos restritivos de prevenção ao novo coronavírus. Segundo balanço divulgado na tarde deste sábado (13), apenas na noite de sexta (12), foram fiscalizados 13.107 comércios em todas as 33 regiões administrativas do DF, além da realização de dezenas blitzes.


O saldo da ação resultou ainda em 18 estabelecimentos multados e 19 interditados. Com a Polícia Militar, auditores da DF Legal interromperam uma festa clandestina realizada numa chácara, na área rural de Ceilândia. No local, cerca de 30 pessoas foram multadas por aglomeração e desobediência ao toque de recolher.   


A Polícia Militar reforçou o patrulhamento ostensivo no Lago Sul, Asa Sul, Asa Norte, Sobradinho e Sobradinho 2. No entanto, não houve registro de desobediência aos decretos.

Bombeiros percorreram 16 cidades para ajudar na fiscalização | Foto: Divulgação/CBMDF

Equipes do Corpo de Bombeiros também fizeram patrulhas em 16 cidades: Ceilândia Centro, Asa Norte, São Sebastião, Vila Planalto, Samambaia, SIA, Lago Norte, Lago Sul, Recanto das Emas, Candangolândia, Brazlândia, Taguatinga, Brasília, Santa Maria, Águas Claras e Gama. De acordo com a corporação, “foram vistas algumas pessoas na rua, mas ao escutarem os avisos sonoros das viaturas, se recolheram às suas residências”.

Equipes da Vigilância Sanitária percorreram quadras da Asa Sul, para fiscalizar o cumprimento dos decretos nº 41.849, que suspendeu o funcionamento de várias atividades econômicas; e, do nº 41.874, que instituiu o toque de recolher, das 22h às 5h. Os fiscais vistoriaram 535 estabelecimentos, entre supermercados, restaurantes, lanchonetes, bares e lojas de conveniência. Uma lanchonete foi multada por estar funcionando após às 22h.

A operação também resultou na emissão de nove termos de orientação em supermercados e três nos demais estabelecimentos vistoriados. O termo é aplicado quando o estabelecimento tem alguma inconformidade com as normas sanitárias e os fiscais orientam a corrigi-la imediatamente.

“Neste momento de crise biológica é fundamental que todos os estabelecimentos essenciais cumpram todos os protocolos de segurança e medidas preventivas de transmissão da pandemia. O não cumprimento acarretará em multa de 2 mil a 70 mil, e interdição do local”, ressalta a gerente de fiscalização da Vigilância Sanitária, Márcia Olivé.

Festa candestina

Com apoio da PMDF, auditores do DF Legal multaram estabelecimentos que não cumpriram os decretos restritivos da pandemia | Foto: Divulgação/DF Legal

A Secretaria DF Legal, com apoio da Polícia Militar, realizou 12.572 vistorias a estabelecimentos comerciais por todo o Distrito. Desses 366 foram abordados, 17 multados e 19 interditados por descumprirem a determinação de fechamento, decorrente dos decretos do GDF. Também foi registrada a aplicação de uma multa de transeunte por não uso de máscara.

O órgão contabiliza ainda a retirada de 425 ambulantes, em vários pontos do DF, e a vistoria de 627 quiosques, sendo que 35 foram abordados.

Na noite de sexta (12), os auditores da DF Legal e policiais militares foram acionados para interromper uma festa clandestina, realizada em uma chácara na DF-190. Constatada a aglomeração de pessoas e o desrespeito aos protocolos sanitários, cerca de 30 pessoas foram multadas. O responsável pelo evento foi multado em R$ 10 mil e os outros participantes, em R$ 1 mil.

Ontem ocorreram 20 operações do CBMDF de fiscalização e combate à COVID-19 em cumprimento ao Decreto nº 41.874, de 08 de março de 2021, em todo o Distrito Federal envolvendo 27 viaturas e 103 militares.

Blitze em vários pontos do DF

As forças policiais também promoveram blitze em Águas Claras, Planaltina, Samambaia, EPIA, Estrutural, EPTG e Riacho Fundo. Ao total, foram realizadas 935 abordagens, onde foram identificadas 18 motoristas embriagados (alcoolemias administrativas); dois condutores inabilitados e um terceiro, com a carteira de habilitação vencida. Os dados são da Polícia Militar e do Departamento de Trânsito (Detran).

*Com informações da DF Legal, SSP e Secretaria de Saúde

Galeria de Fotos

Mais de 13 mil comércios vistoriados na noite de sexta (12)