CEB
14/3/21 17:12
Atualizado em 15/3/21 às 7:49

CEB amarga prejuízo por causa de furtos e ações de vandalismo

Em 2020, foram 321 chamados para reposição de transformadores, número que representa um aumento de 74% em comparação a 2019

Segundo a CEB, a pista de caminhada e a ciclovia no balão do Colorado são alvos constantes de ações danosas em luminárias de LED | Foto: Divulgação /CEB

A Companhia Energética de Brasília (CEB) tem feito um trabalho árduo para expandir e melhorar o parque de iluminação pública do Distrito Federal. Só nos últimos dois anos, por exemplo, foram investidos cerca de R$ 25 milhões na substituição de mais de 30 mil luminárias convencionais para LED, mas a companhia amargou prejuízos em 2019 e 2020 com o vandalismo e furtos, como por exemplo, de cabos exclusivos de IP.

Para se der uma ideia, no ano passado foram 321 chamados para reposição de transformadores que atendem exclusivamente à iluminação pública. Esse número representa um aumento de 74% em comparação a 2019. Também foram repostos quase 6 mil metros de cabos exclusivos de IP (transmite energia) roubados, que gerou um prejuízo de R$ 100 mil. Em relação às luminárias, 107 foram roubadas ou vandalizadas nesse último ano, com um custo de reposição de mais de R$ 81 mil.

107 Número de luminárias que foram roubadas ou vandalizadas em 2020

Segundo a CEB, a pista de caminhada e a ciclovia no balão do Colorado são alvos constantes de furtos e vandalismo de luminárias de LED. A obra, recentemente entregue à população, já foi alvo de criminosos diversas vezes. Pontos na Octogonal, no Guará II e na L4 Sul também sofreram com essas ações.

Uma iluminação adequada e de qualidade tem impactos positivos na redução da criminalidade de uma região, uma vez que a luz contribui para a redução de delitos e na identificação de criminosos.

“A Companhia tem uma perda significativa com os furtos de cabos e luminárias, não só pelos itens em si, mas também com o custo da mão de obra de reposição. No entanto, o maior prejuízo que temos é com a sociedade do Distrito Federal que fica com o serviço de Iluminação Pública prejudicado”, declara o presidente da CEB, Edison Garcia.

“Pedimos ajuda à população para que denunciem atitudes suspeitas. Recentemente, graças à ação de moradores da SQN 112, elementos com uniformes de eletricistas em um falso carro da CEB que já tinham levantado suspeitas em outra quadra foram presos após denúncia à polícia militar”, concluiu Garcia.

Neste último mês, o alvo foi a passarela Chão de Flores, que liga Sobradinho I e II. Os criminosos derrubaram os postes recém instalados e realizaram o furto do cabeamento e das luminárias.

Somente os funcionários da CEB estão autorizados a mexer nos postes de iluminação pública. A companhia informa à população que, caso perceba uma movimentação suspeita próxima aos equipamentos, de alguém não uniformizado e sem a presença do caminhão identificado com o símbolo da CEB, denuncie imediatamente para a polícia.

Na ocorrência de luminária apagada ou piscando, o canal de atendimento entre a CEB e a população é a Central 116 – opção 4. As equipes técnicas atuam 24 horas por dia, sete dias por semana, para as demandas de manutenção.

*Com informações da CEB