26/3/21 18:17
Atualizado em 26/3/21 às 19:01

Quinto Mandamento especial abordou 250 pessoas em Ceilândia

Ação segue até domingo (28), por ocasião do aniversário de 50 anos da cidade; foco principal é o combate aos homicídios e reduzir a criminalidade

Foto: Divulgação/SSP-DF
Equipes das polícias Militar e  Civil atuaram nas principais vias, comércios e locais demandados por denúncia. Já a Polícia Rodoviária Federal atuou em seu posto fixo, na BR-070. O efetivo na ação foi de 130 servidores dos diferentes órgãos | Foto: Divulgação/SSP-DF

A primeira noite da edição especial da Operação Quinto Mandamento pelo aniversário de Ceilândia, que, neste sábado (27), completa 50 anos, resultou na abordagem de 250 pessoas. A operação foi lançada na noite dessa quinta-feira (25), ao lado da Administração Regional da cidade, com a presença do secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres, e representantes das forças de segurança. E segue até domingo (28), tendo como principal foco o combate aos homicídios e contribuir à redução da criminalidade.

“Estamos numa semana em que tivemos baixas em nossos efetivos, que foram acometidos pela covid-19. Sentimos profundamente por todas essas perdas, mas a segurança pública não pode parar e não suspendemos nossos serviços em nenhum momento desde o início da pandemia”Delegado Anderson Torres, secretário de Segurança Pública

Equipes especializadas, como Rotam, BPCães, RPMon, da Polícia Militar, e Departamento de Operações Especiais (DOE), da Polícia Civil, atuaram separadamente com planejamentos próprios com alternância de policiamento nas principais vias, comércio e locais demandados por denúncia e locais distintos, como ruas, e atuando em apoio a pontos de bloqueio. Já a Polícia Rodoviária Federal atuou no posto fixo da instituição, na BR-070. O efetivo utilizado na ação chegou a 130 servidores dos diferentes órgãos.

“Estamos numa semana em que tivemos baixas em nossos efetivos, que foram acometidos pela covid-19. Sentimos profundamente por todas essas perdas, mas a segurança pública não pode parar e não suspendemos nossos serviços em nenhum momento desde o início da pandemia. Seguimos com nossas missões e este ano temos conseguido manter a queda de homicídios em cerca de 30% em relação ao mesmo período de 2020, ano em que atingimos o menor índice de homicídios dos últimos 41 anos”, ressaltou o secretário.

Sob coordenação da Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF), a operação reúne integrantes das polícias Militar e Civil, Departamento de Trânsito (Detran-DF), Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), DF Legal e Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF). Nesta edição, por conta da proximidade de Ceilândia com a BR-070, há participação da Polícia Rodoviária Federal.

Durante os trabalhos, policiais da 15ª Delegacia de Polícia apreenderam 1,5 kg de cocaína, uma balança de precisão, uma pistola calibre 380 e a quantia de R$ 3,1 mil em poder de um traficante atuante da região norte da cidade. Ele foi preso.

Atividades normais

As atividades normais das unidades policiais continuaram sendo realizadas, como explica o secretário Executivo de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo, que esteve presente no lançamento da operação.

“Temos quatro delegacias de área, além da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher II (Deam II) e dos batalhões na região de Ceilândia. O trabalho nesses quatro dias de operação independe da atividade rotineira na cidade. Dessa forma, a presença policial e consequente aumento da sensação de segurança serão melhor percebidos pela população”, concluiu.

O Detran-DF e o DER montaram barreiras na cidade e consultaram a situação de 125 veículos. Sete carros foram removidos ao depósito. A ação dos dois órgãos resultou na constatação de 12 condutores inabilitados. Cinco motociclistas foram autuados por alteração nos escapamentos das motos. Outras cinco pessoas foram autuadas por alcoolemia.

Bombeiros militares orientaram estabelecimentos comerciais sobre a importância de manter em dia a documentação e de cumprir exigências, como saídas de emergência. Três deles foram orientados quanto aos parâmetros de segurança predial. A Secretaria DF Legal fiscalizou cinco estabelecimentos nas seis regiões. Um deles foi multado por funcionar após 22h.

Toque de recolher

Os servidores envolvidos na ação observaram também as medidas impostas pelo decreto que suspende a circulação de pessoas no período de 22h às 5h. Em quase sua totalidade, os comerciantes estão encerrando suas atividades dentro do horário previsto.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública