13/4/21 19:27
Atualizado em 13/4/21 às 19:27

Começam as ações ambientais para enfrentar a seca

Parque Ecológico de Águas Claras terá um ponto fixo de proteção e combate ao fogo

Instalações ficarão no prédio onde funcionava uma unidade da Polícia Militar Ambiental | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental
Nova base, segundo o Brasília Ambiental, será o “quartel-general” para combater incêndios florestais

Ao aproximar-se o período de seca no Distrito Federal (maio a setembro), o Instituto Brasília Ambiental promove ações de preparo para o enfrentamento dessa temporada, quando existe mais propensão à ocorrência de incêndios florestais nas unidades de conservação administradas pela autarquia. Um bom reforço já está a caminho: a implantação de um ponto fixo de proteção e combate ao fogo no Parque Ecológico de Águas Claras.

“Será o nosso ‘quartel-general’ de proteção e combate a incêndios florestais”, define o diretor de Proteção e Combate aos Incêndios Florestais (Dpcif) do Brasília Ambiental, Pedro Paulo Cardoso.  As instalações ficarão no prédio do parque onde funcionava a Polícia Militar Ambiental.

“Será uma base robusta, tanto de prevenção e combate quanto de análise de dados, porque vai abrigar o programa de monitoramento, que produz o boletim periódico de áreas queimadas”Pedro Paulo Cardoso, diretor de Proteção e Combate aos Incêndios Florestais

Nesse ponto fixo de proteção e combate a incêndios, vai funcionar o almoxarifado da diretoria, onde ficam os equipamentos, as viaturas e os caminhões-pipas. No local atuarão brigadistas, analistas e técnicos servidores da Dpcif. “Será uma base robusta, tanto de prevenção e combate quanto de análise de dados, porque vai abrigar o programa de monitoramento, que produz o boletim periódico de áreas queimadas”, adianta Pedro Paulo.

Com a operação, a Dpcif vai passar a contar com três pontos fixos. Já existe um na sede do órgão ambiental, na Asa Norte, e outro na Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae), em Planaltina.

Equipamentos 

Entre as ações de preparo para o enfrentamento da seca, somam-se colaborações do público externo. É o caso da Dossel Ambiental Consultoria e Projetos Ltda, que doou uma série de equipamentos de prevenção e combate ao fogo ao Brasília Ambiental.

São dois pulverizadores de pressão manual 20L, um pulverizador de pressão manual 5L, seis abafadores de fogo, um tubo de manuseio de serpente e um queimador pinga-fogo para incêndios 6,5L. Os materiais, que passaram pelo processo formal de aquisição, estão em perfeitas condições de uso e ficarão guardados na nova sede da Dpcif.

*Com informações do Brasília Ambiental