5/6/21 10:03
Atualizado em 5/6/21 às 10:22

Uma nova pracinha para moradores do Setor M Norte

Parceria transforma um local abandonado e perigoso em área de lazer segura

O que antes era um beco sujo e malcuidado se transformou em uma alegre pracinha. Em pouco mais de 20 dias, uma parceria entre a Administração Regional de Taguatinga e moradores da QNM 34, do Setor M Norte, trouxe um novo espaço para a comunidade. Tudo novinho, colorido e iluminado.

Totalmente reformado, beco agora oferece lazer à comunidade | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Localizada no Conjunto H da quadra, a via de passagem acumulava mato e restos de entulho havia mais de dez anos. Em tempos de chuva, poças d’água se espalhavam por ali. Os próprios moradores já tiveram de tomar providências. “Tinha gente que jogava porta de guarda-roupa, material de obra”, conta a cuidadora de idosos Wivian Elier, 49 anos, que mora há 20 anos no bairro. “Eu mesmo já paguei várias vezes para capinar o beco”.

“Agora, vemos pais brincando com os filhos, idosos descansando nos banquinhos”Leôncio Júnior, morador

Segundo ela, equipes da administração também já limparam o local algumas vezes, mas não adiantou. Também morador da região, o policial militar Leôncio Júnior, 48, resolveu buscar outro caminho: procurou a Ouvidoria com uma proposta para recuperar o espaço e transformá-lo em uma área de lazer.

A ideia vingou. A administração usou o material que tinha disponível – bloquetes de cimento, bancos de concreto, brita, tintas e alguns brinquedos infantis. E os moradores ratearam a compra de 25 sacos de cimento, pó de brita e pedras para uso em meios-fios. O trabalho foi executado por 12 trabalhadores, divididos entre reeducandos da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) e funcionários do GDF.

As paredes do beco foram grafitadas por um artista de Taguatinga. No chão, amarelinha e outros jogos foram pintados para as crianças. Bancos e algumas plantas também foram colocados no espaço que, definitivamente, renasceu. “Aqui só tinha mato e terra; agora, tem jogo da velha e de damas para a gente brincar. Ficou bem legal”, comemora o estudante Gael Carvalho, 11 anos.

Agora, um jardim

A cuidadora Wivian Elier (à esquerda): “Antes, parecia um espaço abandonado. Hoje, ganhamos um jardim na porta de casa”

Responsável por mobilizar a vizinhança, Leôncio Júnior conta que a alegria tomou conta da quadra: “É uma satisfação muito grande. Agora, vemos pais brincando com os filhos, idosos descansando nos banquinhos. Valeu a pena”. A cuidadora Wivian endossa: “Antes, parecia um espaço abandonado. Hoje, ganhamos um jardim na porta de casa. Ficou lindo”.

E o que é bom vai se repetir. Segundo o administrador de Taguatinga, bispo Renato Andrade, outra passagem será recuperada na QNL 11 e já apareceram outros pedidos de reforma. “O resultado e a aceitação da comunidade foram muito positivos, então, vamos levar [a iniciativa] a outros pontos de Taguatinga”, diz. “Além do lazer, é mais segurança para os moradores, pois também reforçamos a iluminação”.

 

Galeria de Fotos

Uma nova pracinha para moradores do Setor M Norte