7/6/21 18:24
Atualizado em 7/6/21 às 20:12

Escolas privadas terão de informar casos de covid-19 à Educação

Medida também vale para situações de suspeita de infecção pelo coronavírus

As instituições educacionais privadas serão obrigadas a informar à Secretaria de Educação (SEE) os casos suspeitos e confirmados de covid-19 registrados a partir de 27 de agosto deste ano. É o que prevê a Portaria 156, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) nesta segunda-feira, 7.

Rede pública de ensino também será monitorada, mas data ainda não foi divulgada pela Secretaria de Educação | Foto: Divulgação/SEE

A medida tem por objetivo monitorar a epidemia na rede particular de educação básica, bem como subsidiar as pastas da Educação e da Saúde para atuarem rapidamente em possíveis ocorrências de surtos nas escolas.

Para que as escolas tenham prazo suficiente, o processo começa agora. Neste primeiro momento, as instituições poderão baixar a planilha em Excel, que estará disponível no site da Secretaria de Educação a partir desta terça-feira (8). O documento deverá ser preenchido com os dados de todos os estudantes, professores, demais funcionários e colaboradores.

Até o dia 17 deste mês, será disponibilizado o sistema para upload da planilha, e as escolas terão até 27 de agosto para sua inserção no sistema.

Os casos suspeitos ou de ocorrência de covid-19 que surgirem a partir de 27 de agosto deverão ser comunicados o mais rápido possível. O acesso ao sistema será por meio de endereço eletrônico https://boletimepidemiologico.see.df.gov.br, onde, no campo usuário, deverá ser inserido o código Inep da instituição de ensino e, em seguida, feita a solicitação de senha.

O monitoramento também será realizado junto à rede pública, a partir de data a ser anunciada posteriormente.

Dúvidas ou problemas de acesso deverão ser encaminhadas para o e-mail boletim.epidemiologico@edu.se.df.gov.br.

*Com informações da Secretaria de Educação