21/7/21 19:42
Atualizado em 21/7/21 às 21:30

GDF fará mutirão para vacinar público acima de 37 anos de idade

Serão cerca de 100 pontos de imunização disponíveis sexta-feira, sábado e domingo. Agora, não será preciso fazer agendamento

O Governo do Distrito Federal (GDF) fará um mutirão de vacinação contra a covid-19 a partir desta sexta-feira (23). Serão em torno de 100 postos disponíveis para a aplicação da vacina em toda a capital federal na sexta, sábado e domingo. O objetivo é dar mais celeridade ao processo de imunização no DF. O público-alvo é quem tem 37 anos ou mais.

O horário de funcionamento e a relação dos postos que vão integrar o mutirão serão divulgados nesta quinta (22) pela Secretaria de Saúde | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília
“Esperamos que a vacinação ocorra com a maior eficiência e tranquilidade possível. O objetivo é diminuir e organizar da melhor forma possível as filas e evitar aglomerações”Gustavo Rocha, secretário da Casa Civil

A medida foi anunciada na tarde desta quarta-feira (21), durante coletiva de imprensa da Saúde, no Palácio do Buriti. Os atuais 54 pontos de vacinação disponibilizados pela Secretaria de Saúde praticamente dobrarão, conforme lembrou o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha. Não será necessário agendamento prévio pela internet.

“Esses postos serão divididos entre os que vão aplicar a primeira dose e os que darão a segunda”, explicou Rocha. “Além disso, a Polícia Militar e agentes de saúde vão monitorar os pontos de vacinação. O objetivo é informar a população de quantas doses estão dispostas naquele ponto e se efetivamente terá a vacina quando chegar a vez da pessoa”, acrescentou. Confira o vídeo da coletiva:

Horário de funcionamento e locais serão divulgados

O avanço na imunização é possível com a chegada de cerca de 87 mil doses de vacinas, entregues pelo Ministério da Saúde. O horário de funcionamento e a relação dos postos que vão integrar o mutirão serão divulgados nesta quinta (22) pela Secretaria de Saúde.

“Esperamos que a vacinação ocorra com a maior eficiência e tranquilidade possível. O objetivo é diminuir e organizar da melhor forma possível as filas e evitar aglomerações”, disse o titular da Casa Civil.

Na coletiva, foi informado ainda que há um quantitativo de cerca de 180 mil pessoas a serem imunizadas com a segunda dose até o fim de julho. Segundo o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, 170 mil vacinas estão na Rede de Frio da Saúde e o restante virá nas próximas remessas enviadas pelo Ministério. “Insistimos aqui que é fundamental fazer a segunda dose corretamente, pois só assim se completa o ciclo de imunização”, finalizou o secretário.

Galeria de Fotos

Coletiva sobre as ações do GDF no combate à covid-19