2/8/21 19:48
Atualizado em 2/8/21 às 19:52

Vacina para maiores de 30 anos e adolescentes com comorbidades

GDF destacou 173 mil doses para atender novo público-alvo: 170 mil para a nova faixa etária e 3 mil para pessoas de 12 a 17 anos

A vacinação contra a covid-19 avança mais uma vez com a chegada de novas doses ao Distrito Federal. Começa nesta terça-feira (3) o mutirão para imunizar a população com 30 anos ou mais em 79 pontos de vacinação em todo o DF, sem a necessidade de agendamento. Também começa às 15h desta quarta-feira (4) o agendamento para adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades. Serão abertas 3 mil vagas para este público.

O secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, informou que o Ministério da Saúde enviou ofícios ao GDF se comprometendo a encaminhar 290 mil doses extras para aplicação na população da capital do país | Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

A imunização da nova faixa etária é possível graças ao envio de novas doses ao DF no fim de semana. Serão destinadas 170 mil doses para a vacinação por idade até sexta-feira (6), quando o mutirão deve ser encerrado. Não será permitido escolher a marca do imunizante e os postos de aplicação das vacinas podem ser conferidos aqui. Na lista, há postos drive-thru, para pedestres e mistos.

“O Distrito Federal tem capacidade de vacinar mais do que qualquer unidade da federação. O que estava faltando era vacina”Gustavo Rocha, secretário da Casa Civil

A expectativa do GDF é que as 170 mil doses destinadas para o mutirão acabem até sexta-feira (6).Uma nova remessa de vacinas deve chegar ao DF nesta quarta-feira (4), o que vai permitir a imunização de mais pessoas.

Síndrome de Down e autistas

A princípio, as 3 mil doses para adolescentes com comorbidades serão destinadas para jovens com Síndrome de Down e diagnosticados com algum espectro de autismo. Essas pessoas devem se cadastrar no site da Secretaria de Saúde antes do agendamento. A vacinação vai ocorrer na quinta (5) e sexta-feira (6).

Os pacientes com Síndrome de Down não precisam de laudo médico, o que também não é necessário para autistas que tiverem tido algum atendimento na rede pública de saúde nos últimos 12 meses. Os demais precisarão de um relatório médico, cujo modelo pode ser acessado e baixado aqui. Quem tiver qualquer dificuldade de acesso à internet para fazer o agendamento deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima.

Em coletiva de imprensa no Palácio do Buriti na tarde desta segunda-feira (2), o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, afirmou que o Ministério da Saúde se comprometeu, em ofícios enviados ao GDF, a destinar 290 mil doses extras de vacinas ao DF porque subdimensionou a população residente na capital do país. Segundo ele, 90 mil doses já foram enviadas e as demais serão complementadas nas duas próximas remessas. “O Distrito Federal tem capacidade de vacinar mais do que qualquer unidade da federação. O que estava faltando era vacina”, disse.

Novas contratações

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, ressaltou que a pasta admitiu 20 enfermeiros para auxiliar no combate à covid-19 no DF e que nesta terça-feira (3) devem entregar a documentação os fisioterapeutas, assistentes sociais e padioleiros. “Não houve admissão de nenhum médico porque nenhum deles comprovou a residência em saúde da família e estamos aguardando os documentos”, relatou. O gestor também afirmou que o Hospital de Samambaia liberou mais sete leitos de UTI para a realização de cirurgias eletivas, que se somaram aos 37 já disponíveis.

Galeria de Fotos

Coletiva sobre as ações do GDF no combate à covid-19