5/8/21 10:41
Atualizado em 5/8/21 às 13:32

Agosto Dourado: live aborda amamentação e Bolsa Maternidade

Bate-papo vai ressaltar o cuidado socioassistencial com a maternidade e a primeira infância

Entre as funções da assistência social está a atenção integral à família, passando pela maternidade e pela primeira infância. Inspirada pelo Agosto Dourado, campanha anual para promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, empoderamento familiar e incentivo à amamentação, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) promove, nesta sexta-feira (6), um bate-papo com especialistas ligados ao tema, a partir do olhar socioassistencial.

A live Agosto Dourado: amamentação, uma responsabilidade de todos, transmitida diretamente pelo canal da Sedes no YouTube, terá como participantes a enfermeira especialista em aleitamento materno Elayne Rangel e a chefe da Unidade de Benefícios Socioassistenciais da pasta, Cinthya Barroso.

Além de dar um panorama sobre a questão do programa Bolsa Maternidade, destacando formas de acesso e requisitos, a conversa vai esclarecer sobre cuidados básicos para uma amamentação saudável e confortável, tanto para a mãe quanto para o filho.

Entre as correlações que podemos fazer acerca de amamentação e Bolsa Maternidade, está o fato de o benefício ser entregue nos bancos de leite” , explica a secretária Mayara Noronha Rocha. “Com a entrega desse benefício, podemos nos aproximar dessa mãe e levar, além de itens necessários para o seu bebê, informação sobre possíveis dificuldades no aleitamento, e assim intervir precocemente para o sucesso dessa amamentação.”

O programa Bolsa Maternidade se caracteriza, dentro dos benefícios socioassistenciais, como auxílio-natalidade. Além da possibilidade de ser solicitado como bens de consumo (enxoval), permite a opção pela modalidade pecúnia – neste caso, em parcela única de R$ 200 por criança nascida ou em situação de natimorto.

Agosto Dourado

Em agosto, a pauta ganha mais força e visibilidade, incentivando o protagonismo de toda a rede de apoio que envolve a mãe e o bebê. Neste ano, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, a campanha evoca o triplo cuidado da amamentação: cuidar em tempos de covid-19, cuidar do planeta e cuidar da comunicação, com foco no aconselhamento.

A Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (do inglês Waba) coordena a campanha global da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), que visa informar, ancorar, engajar e estimular ações sobre amamentação e questões relacionadas.

O objetivo é aumentar a conscientização e estimular ações relacionadas ao aleitamento materno. A SMAM é celebrada de 1º a 7 de agosto, em comemoração à Declaração de Innocenti de 1990, e começou em 1992 com temas anuais, incluindo sistemas de saúde, mulheres e trabalho, o Código Internacional de Comercialização de Substitutos do Leite Materno, apoio comunitário, ecologia, economia, ciência, educação e direitos humanos.

Desde 2016, a SMAM está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – denominada de campanha SMAM-ODS.

Live Agosto Dourado: amamentação, uma responsabilidade de todos

*Com informações da Sedes