18/8/21 15:51
Atualizado em 18/8/21 às 15:51

Empreendedorismo é tema de gincana virtual de educação

Para participar do ‘Se Liga na Escola’, professores e estudantes da rede pública devem se cadastrar até 27 de setembro

Arte: Secretaria de Educação do DF

O projeto Se Liga Na Escola está com inscrições abertas até o dia 27 de setembro. Estudantes e professores da rede pública de ensino do Distrito Federal interessados em participar da edição 2021, devem realizar cadastro exclusivamente de forma on-line, pelo site da ação.

Com o tema empreendedorismo, estão programadas atividades que vão desde palestras até gincana. O evento irá ocorrer de forma totalmente virtual e é gratuito.

A iniciativa visa propor aos participantes desafios e enigmas, para que possam ser solucionados – virtualmente – a partir de habilidades como criatividade e inovação. O Se Liga Na Escola é uma parceria entre a Secretaria de Educação do DF e o Sebrae.

“Especialmente no contexto de pandemia com ensino remoto que foi a nossa realidade no ano passado, a participação nessa gincana foi fundamental para integrar estudantes, professores e a comunidade”Castorino Alves, diretor do CEF 412

Este ano, é a segunda edição do projeto e os candidatos não devem deixar para fazer as inscrições nos últimos dias, pois a gincana está marcada para acontecer de 17 a 27 de setembro. Cada equipe deverá contar com três estudantes. As 30 equipes melhores pontuadas receberão um certificado do jogo e um smartphone novo para cada membro. O resultado será divulgado no site do projeto no dia 8 de outubro.

Edição 2020

Ao todo, a primeira edição do Se Liga Na Escola – que ocorreu no ano passado – contabilizou 12.860 participantes. Foram 24 escolas da rede pública com equipes na gincana. O Centro de Ensino Fundamental 412 de Samambaia foi uma das unidades que participou da competição. No início dos jogos, a escola formou 18 equipes e três delas ficaram entre as melhores colocações na gincana.

“Especialmente no contexto de pandemia com ensino remoto que foi a nossa realidade no ano passado, a participação nessa gincana foi fundamental para integrar estudantes, professores e a comunidade. Todos se juntaram para debater e cumprir as tarefas coletivamente, mesmo que distante fisicamente”, conta Castorino Alves, diretor do CEF 412.

A gincana foi inclusiva no CEF 412, pois contou com a participação de estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), bem como de alunos especiais.

Após as competições, os professores e a direção da escola tiveram um retorno muito positivo, pois verificaram que os estudantes passaram a se interessar pelo mundo dos negócios. A equipe gestora obteve relatos de alunos que começaram a empreender para ajudar na renda familiar.

*Com informações da Secretaria de Educação do DF