25/8/21 19:34
Atualizado em 25/8/21 às 20:48

Saiba o que conferir antes de fazer uma cirurgia plástica

Live da Vigilância Sanitária esclarece o que é necessário saber antes de agendar este tipo de procedimento

“É necessário atentar para requisitos mínimos na escolha do profissional e do local para a prestação desse tipo de serviço de saúde, que deve contar com um Núcleo de Segurança do Paciente instituído”Fabiana Rodrigues, gerente

Na hora de escolher um estabelecimento para fazer uma cirurgia, é importante saber se o local cumpre as normas sanitárias vigentes e se possui as licenças necessárias. Inclusive quando se trata de uma cirurgia plástica.

Para chamar a atenção sobre o assunto, a Diretoria de Vigilância Sanitária do Distrito Federal (Divisa), por meio da Gerência de Risco em Serviços de Saúde (GRSS), promove nesta quinta-feira (26), às 9h, a live “O que você precisa saber antes de agendar a sua cirurgia plástica”.

O evento contará com a participação de representantes do Ministério Público do Distrito Federal, do Conselho Regional de Medicina do DF e de especialistas em Segurança do Paciente e Controle de Infecção Hospitalar. A transmissão ocorrerá pelo canal do YouTube da Gerência de Risco.

O objetivo do encontro, conforme explica a gerente Fabiana Rodrigues, é esclarecer à população quais são as informações necessárias para garantir a segurança cirúrgica do paciente. “É necessário atentar para requisitos mínimos na escolha do profissional e do local para a prestação desse tipo de serviço de saúde, que deve contar com um Núcleo de Segurança do Paciente instituído”, destaca.

A Gerência de Risco em Serviços de Saúde (GRSS) atua na fiscalização e no monitoramento dos serviços de saúde quanto ao cumprimento legal dos requisitos necessários para a promoção da segurança do paciente e a prevenção e controle de infecções relacionadas à assistência à saúde (Iras).

Entre as principais denúncias que a Divisa recebe sobre cirurgias plásticas estão as infecções pós-cirúrgicas e erros durante o procedimento. Após receber a denúncia, uma equipe da Vigilância Sanitária vai até o local verificar as situações sanitárias do ambiente e se há autorização para realização do procedimento.

 

*Com informações da Secretaria de Saúde