13/9/21 17:19
Atualizado em 13/9/21 às 20:10

Da escola pública para universidade espanhola

Estudante do CEM 3 de Taguatinga conseguiu doações e vai estudar na Andaluzia. Oportunidade veio com o projeto Escolas Interculturais Bilíngues

O sonho de Daniel Arruda Ulisses da Silva Sousa começa a tomar forma. Ele foi estudante da rede pública do Distrito Federal e vai cursar engenharia civil na Universidad de Jaén, da Espanha. Nesta segunda-feira (13), o embaixador Fernando García Casas recebeu o estudante na sede da Embaixada da Espanha no Brasil, junto com a secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, para parabenizá-lo pelo desempenho escolar.

Para ajudar nas primeiras despesas, como passagem e documentação, Daniel recebeu ajuda de colaboradores da cidade, que fizeram doações por meio de uma vaquinha on-line | Foto: Mary Leal/Secom-SEEDF

Daniel estudou no Centro de Ensino Médio 3 de Taguatinga e se formou no ciclo letivo de 2020. Conseguiu a bolsa pelo destaque no desempenho das aulas no projeto Escolas Interculturais Bilíngues, da Secretaria de Educação em parceria com a Embaixada da Espanha.

“Sempre vi o estudo da língua estrangeira como uma porta para o crescimento dos estudantes e esse projeto tem mostrado isso a jovens da nossa rede pública”Hélvia Paranaguá, secretária de Educação

“Esta é uma segunda-feira muito emocionante para todos nós. Daniel mereceu e vai estudar em uma das 800 melhores universidades do mundo. A Universidad de Jaén está entre as 50 melhores instituições criadas recentemente”, destacou Fernando García Casas.

“Essa oportunidade de estudo será um divisor de águas na vida do Daniel. Vai ser uma contribuição importantíssima na sua formação. Eu sempre vi o estudo da língua estrangeira como uma porta para o crescimento dos estudantes e esse projeto tem mostrado isso a jovens da nossa rede pública”, frisou Hélvia Paranaguá.

A bolsa de estudos conquistada por Daniel tem duração de quatro anos e inclui um valor anual de 2.200 euros para cobrir os custos de moradia. Para ajudar nas primeiras despesas, como passagem e documentação, colaboradores da cidade entregaram um presente ao estudante: fizeram doações, por meio de vaquinha on-line.

A Embaixada da Espanha e colaboradores da cidade também entregaram um presente a Daniel. Fizeram uma arrecadação financeira para ajudar nas despesas com o intercâmbio.

3escolas públicas do DF contam atualmente com o projeto Escolas Interculturais Bilíngues

As aulas na Universidad de Jaén começam já em setembro e ele deve embarcar nos próximos dias. Daniel tem ótimas expectativas para essa nova jornada do conhecimento. “Já estou com o pezinho na Espanha. Estou muito emocionado e animado. Represento não só o CEM 3, mas todos os estudantes da rede pública”, diz.

“Tudo foi conquistado com a contribuição de muitos professores, família e amigos. É uma honra conhecer a cultura espanhola. Eu me apaixonei por esse país. Esse projeto vai agregar muito a todos que participam porque são momentos de compartilhamento de experiências inesquecíveis”, comemora o estudante.

“Essa oportunidade está sendo demais para todos. É o reconhecimento pelo esforço do Daniel que sempre foi bom filho. Ele me dá orgulho! Meu coração está apertado de ficar longe, mas estou feliz por ele”, disse Edna Ulisses, mãe do jovem.

A Embaixada da Espanha vai mandar 50 estudantes brasileiros para atuar na Universidad de Jaén por meio de projetos de incentivo a educação em vários estados.

Escolas Interculturais Bilíngues

As atividades do projeto Escolas Interculturais Bilíngues começaram em 2019 e, atualmente, funcionam em três escolas do Distrito Federal. Assim como o Centro de Ensino Médio 3 de Taguatinga tem parceria com a Embaixada da Espanha, o Centro Educacional do Lago Norte tem com a Embaixada da França e o Centro Educacional do Lago Sul com a Casa Thomas Jefferson.

As ações ocorrem no turno e contraturno com aulas de língua estrangeira. Os professores são todos da Secretaria de Educação e recebem preparação das parceiras.

*Com informações da Secretaria de Educação do DF