14/9/21 16:50
Atualizado em 14/9/21 às 19:42

Mutirão reforça trabalho preventivo para as chuvas

Neste ano, equipes da Novacap já podaram mais de 60 mil árvores e limparam 17 mil metros de tubulação de rede de águas pluviais

Sofá, pneu, óleo de cozinha, restos de construção e comida, animais mortos são algumas das coisas encontradas dentro das bocas de lobo do Distrito Federal. Nesta terça-feira (14), equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) iniciaram um mutirão de serviços preventivos para limpar os locais antes que o período chuvoso comece – facilitando o curso da água.

Dezoito reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), vinculada a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), e 17 funcionários da Novacap começaram a limpeza de bocas de lobo, desobstrução de redes de água pluvial e reposição de peças que estão danificadas – como tampas de bueiros – pela quadra 710 da W3 Norte.

Dezoito reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), e 17 funcionários da Novacap começaram a limpeza de bocas de lobo | Foto: Paulo H Carvalho / Agência Brasília

Valdeir Cardoso, 40 anos, é funcionário de uma loja de construção na quadra há 22 anos. O morador de Planaltina acredita que esses serviços preventivos são essenciais para evitar danos causados por tempestades. “Onde eu moro não tem tanto alagamento como acontece no Plano Piloto, por isso é muito importante que sejam feitos esse tipo de trabalho antes das chuvas chegarem”, comenta.

Serviço diário

Os serviços não começaram só esta semana. O trabalho da companhia é diário, principalmente na parceria com os polos do GDF Presente. O Departamento de Parques e Jardins (DPJ), por exemplo, executa várias ações preventivas há cerca de 90 dias. São mais de 20 equipes com 200 pessoas pelo Plano Piloto. “É a cidade que tem uma arborização mais antiga. Todos esses serviços têm o objetivo de evitar acidentes, mas vale lembrar que a força da ventania pode ser maior do que a resistência da árvore”, explica o diretor do DPJ, Raimundo Silva.

Segundo Raimundo Silva, este ano já foram podadas mais de 60 mil árvores pela capital. “Retiramos mais de 6 mil espécies que estavam em risco, além de aparar mais de 500 milhões de metros quadrados de grama – o que equivale a 46.297 mil campos de futebol”, informa o diretor da DPJ.

Já a Diretoria de Urbanização (DU) desobstruiu 17 mil metros de tubulação de rede de águas pluviais; limpou 3,2 mil bocas de lobos e  1.040 bueiros; reconstruiu 314 metros de tubulação e reparou 585 bocas de lobos e 384 bueiros. “Estudamos os pontos mais críticos das cidades para realizar essas ações”, comenta o engenheiro civil da área de Manutenção e Obras Diretas da DU, Lanio Trida.

Galeria de Fotos

Mutirão reforça trabalho preventivo para as chuvas