23/11/21 19:46
Atualizado em 23/11/21 às 19:46

Reparo na rota do ônibus do Assentamento 26 de Setembro

Ação coordenada pelo GDF Presente restaura ruas com material reciclado cedido pelo SLU

A chamada rota do ônibus do Assentamento 26 de Setembro, na Região Administrativa de Vicente Pires, passa por ações de reparo desde o último fim de semana. O objetivo é restaurar a avenida principal e as ruas que cortam o trajeto usado por coletivos regulares e escolares.

As condições da rota do ônibus provocam transtornos aos motoristas e à população, que têm dificuldades para enfrentar os atoleiros formados na via | Fotos: Divulgação/GDF Presente

“Os ônibus e a população têm dificuldades de passar por alguns pontos que estão ruins e que deixam os veículos atolados no período de chuvas. Graças a Deus está acontecendo essa ação que já está resolvendo o problema”, comemora o aposentado Francisco de Assis Baia da Silva, 68 anos, morador de uma das chácaras da região.

Os trabalhos tiveram início em 20 de novembro. A ação consiste na colocação de RCC (resíduos da construção civil) doados pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU) nas ruas e avenidas. O material reciclado garante uma ação imediata nas vias com material de sustentação para que os locais possam ser liberados para circulação de veículos.

Já receberam os trabalhos a Avenida Principal e as ruas 4, 5 e 6. Também foi feita a desobstrução da Rua 1. Nas primeiras ações, realizadas no sábado (20) e na segunda-feira (22), participaram o GDF Presente, a Administração Regional de Vicente Pires, a Novacap e o SLU – os dois últimos estão cedendo caminhões de resíduos — 500 e 30, respectivamente — para todo o período da ação, que vai durar até 60 dias.

A ação contou com a presença de 45 trabalhadores no primeiro dia e 27, no segundo. “Arrumamos a rota dos ônibus colocando material reciclado nas vias em que a comunidade estava tendo dificuldades”, afirma Rodrigo Caverna, coordenador do Polo Central Adjacente II.

Novas ações

A intervenção ocorreu após o período em que a região ficou sem maquinário devido à ausência de contrato. “Não podíamos cuidar da cidade, mas a Novacap refez o contrato e eu levei a demanda ao governador Ibaneis Rocha e ao secretário de governo, José Humberto Pires. Essa necessidade é uma cobrança da comunidade”, explica o administrador de Vicente Pires, Daniel de Castro Sousa.

O problema está sendo resolvido com a colocação de resíduos da construção civil doados pelo SLU, que facilita a circulação de veículos na via

Devido à deterioração das ruas, os motoristas de ônibus chegaram a publicar uma nota dizendo que não circulariam mais nas ruas. “Estamos melhorando as avenidas do 26 de Setembro porque são 40 mil pessoas que dependem disso. São as nossas crianças, que voltaram às aulas presenciais, que precisam ir aos colégios, são os nossos moradores, os motoristas. Estamos cuidando da cidade e das pessoas, inclusive com plantão aos sábados”, completa Sousa.

A expectativa é de que o Assentamento 26 de Setembro continue a contar com as ações de reparo nas vias. “Vamos dar continuidade em outros pontos. A previsão é de que o GDF Presente fique de 45 a 60 dias atendendo as demandas da comunidade”, explica Gibson Pereira, coordenador do 26 de Setembro na Administração de Vicente Pires.

O reparo atende a uma demanda da população. A administração regional mantém nove grupos de WhatsApp, divididos por ruas, para entender as necessidades da população e pensar em ações efetivas.

Galeria de Fotos

Reparo na rota do ônibus do Assentamento 26 de Setembro