22/12/21 21:06
Atualizado em 22/12/21 às 21:06

Equipe é capacitada para atuar em novos postos de testagem

Treinamento realizado pelo Lacen ocorre em parceria com o Sesc; locais funcionarão em pontos estratégicos do DF

A equipe do Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF) realizou, nesta quarta-feira (22), treinamento com a equipe que vai atuar nos novos postos de testagem para covid-19 a serem inaugurados, em breve, pela Secretaria de Saúde e entidades parceiras.

“Queremos testar mais e retirar os casos positivos de circulação, para diminuir a transmissibilidade”Fernando Erick Damasceno, secretário adjunto de Assistência à Saúde

Os 64 profissionais foram contratados pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) e treinados pela Secretaria de Saúde, por meio da equipe do Lacen. Eles serão divididos pelos postos e atuarão por 30 dias. São enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares administrativos. O treinamento ocorreu na sede do Sesc, em Brasília.

O secretário adjunto de Assistência à Saúde, Fernando Erick Damasceno Moreira, destacou que a estratégia, a partir de agora, é testar os assintomáticos e os contactantes – aqueles que estiveram expostos ao vírus, mas não possuem sintomas, ou seja, são casos suspeitos. “Queremos testar mais e retirar os casos positivos de circulação, para diminuir a transmissibilidade”, explicou.

A enfermeira Ariadna Ribeiro, 35 anos, que participou do treinamento, está na expectativa de iniciar o trabalho. “Isso vai ampliar a oportunidade de mais pessoas testarem. E estamos aqui para somar nesse esforço”, disse a profissional, que já tem experiência nesse procedimento.

Parceria

“Desde o início da pandemia o Sesc tem apoiado o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Saúde, fazendo testagem e no apoio à vacinação”, ressaltou o diretor de programas sociais do Sesc, Guilherme Reinecken, que esteve presente no treinamento.

De acordo com a farmacêutica bioquímica do Lacen, Alessandra Pinheiro, uma das ministrantes do treinamento, o teste rápido de antígeno mostra se a infecção viral está ativa. “A coleta é feita por meio de swab nasal e deve ser feita nos primeiros dias de sintoma, entre o primeiro e o sétimo dia, sendo mais sensível perto do quinto dia. O resultado fica pronto entre 15 e 30 minutos, sendo, por isso, considerado um teste rápido”, pontuou.

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF