Fale com o Governo Ações em Destaques

22/12/21 às 13:54, Atualizado em 22/12/21 às 21:36

Mais 366 enfermeiros para atender a população

Governador Ibaneis nomeou os novos profissionais nesta quarta (22). Em três anos, mais de dez mil servidores foram contratados para reforçar a pasta

IAN FERRAZ, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I Edição: Débora Cronemberger

As unidades de saúde do Distrito Federal vão ganhar o reforço de 366 enfermeiros. Os profissionais concursados foram chamados pelo Governo do Distrito Federal (GDF) em cerimônia nesta quarta-feira (22), no Palácio do Buriti.

Ao todo, somente neste ano, a Secretaria de Saúde nomeou 5.511 novos servidores, entre temporários e efetivos. Desde o início da gestão de Ibaneis Rocha são 10.098 nomeações, sendo 376 em 2019 e 4.211 em 2020. Marca que o chefe do Executivo destacou em cerimônia, na manhã desta quarta-feira, no Salão Branco do Palácio do Buriti.

“Sou um defensor nato da saúde pública e vou continuar trabalhando em 2022 para melhorar cada vez mais a saúde do DF. Vamos continuar nomeando os concursados até que se zere essa fila. Um exemplo foi na Educação, onde zeramos a fila e por lá eles estão preparando um novo concurso. E assim vamos seguir, principalmente nas carreiras que dão atendimento direto à população”, assegura o governador Ibaneis Rocha.

Em 2021, a Secretaria de Saúde nomeou 5.511 novos servidores, entre temporários e efetivos. Desde o início da gestão de Ibaneis Rocha são 10.098 nomeações, sendo 376 em 2019 e 4.211 em 2020 | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Além das nomeações e da construção de dez Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e cinco Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) já entregues, Ibaneis Rocha lembrou que o governo tirou do papel o plano de saúde, uma demanda de 30 anos, e a terceira parcela do reajuste dos servidores, que será paga a partir de abril do próximo ano.

Os 366 enfermeiros nomeados são da especialidade de família e comunidade, com foco no reforço da Atenção Primária à Saúde, responsável por resolver 80% dos atendimentos à comunidade. Uma das novas enfermeiras é Dayana Gomes Torres, de 33 anos. Ela fez provas em 2014 e 2018, e passou na segunda tentativa. “Fiz dois cursinhos, duas provas e, finalmente, cheguei onde queria estar, que é para exercer a profissão de enfermeira na rede pública de saúde. Com certeza, esse é o melhor presente de Natal que poderia ter”, afirma.

Na sexta-feira (17), o GDF já havia nomeado outros 78 servidores, entre administradores, farmacêuticos, enfermeiros de família e comunidade, enfermeiros obstetras, analistas de sistemas, fonoaudiólogos, médicos endoscopistas, cirurgiões de trauma, médicos ortopedistas, entre outros. Somando os dois chamamentos, são 444 profissionais a mais no atendimento à população.

Os novos servidores nomeados das carreiras de médico, enfermeiro, fonoaudiólogo e técnico de hematologia e hemoterapia reforçarão as equipes na atenção hospitalar, secundária, além dos hospitais acoplados de Samambaia e Ceilândia. Os farmacêuticos, por sua vez, serão lotados nas UBSs da área rural.

Segundo o secretário de Saúde, Manoel Pafiadache, essas nomeações caracterizam “o empenho e prioridade que o GDF dá para a Atenção Primária, que é a porta de entrada do sistema, e a chegada desses profissionais ajuda a desafogar a alta complexidade, os hospitais”.

Participaram da cerimônia os secretários de Economia, André Clemente, e de Governo, José Humberto Pires; o deputado distrital Cláudio Abrantes, e o conselheiro do Tribunal de Contas do DF, Márcio Michel.

 

Últimas Notícias