Fale com o Governo Ações em Destaques

7/2/22 às 14:07

Reeducandos ganham descontos em cursos superiores

O objetivo da iniciativa é estimular a procura pelo aprimoramento educacional

Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

Uma parceria entre a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), e as faculdades Iscon e Cerrado vai permitir desconto de 30% a 40% na mensalidade em diversos cursos de graduação. A iniciativa abrange os reeducandos em regimes aberto ou semiaberto.

Os cursos envolvidos são os de biomedicina, gestão de recursos humanos, teologia, fisioterapia, psicopedagogia, psicologia, gestão hospitalar, enfermagem, direito, radiologia, administração, gestão pública, letras, pedagogia, secretariado e técnico em enfermagem.

Mensalidades vão de R$ 150 a R$ 500, de acordo com o curso escolhido

“O que nós queremos é facilitar o acesso de quem está nos regimes semiaberto e aberto à oportunidade de cursar o nível superior e, assim, se qualificar ainda mais para o mercado de trabalho”, afirma a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani. “Acreditamos no poder da educação no processo de ressocialização.”

A diretora da Funap, Deuselita Martins, lembra que o objetivo é estimular os reeducandos a procurarem o aprimoramento educacional. “O acesso à educação é muito importante no processo de ressocialização dos presos”, diz. “Com essa dedicação diária ao estudo, estima-se que ocorrerá um maior aprimoramento de sua cultura, o que contribuirá positivamente e significativamente para sua readaptação ao convívio social.”

As mensalidades variam de R$ 150 a 500, a depender do curso escolhido. Os reeducandos interessados em ingressar em uma das faculdades parceiras deverão entregar a documentação necessária à Funap (SIA Trecho 2, 1835/1845), que solicitará a inscrição e a autorização para estudo junto à Vara de Execuções Penais.

Veja abaixo os documentos exigidos.:

• Cópia do RG;
• Comprovante de residência;
• Diploma do ensino médio;
• Resultado do vestibular on-line.

*Com informações da Secretaria de Justiça e Cidadania

Últimas Notícias