Fale com o Governo Ações em Destaques

4/10/22 às 19:31

Exposição de fotos no Palácio do Buriti marca lançamento do Outubro Rosa

A exposição 'Amor, I Love You' exalta a beleza e a força de oito mulheres que venceram o câncer de mama

Agência Brasília* | Edição: Claudio Fernandes

O Palácio do Buriti está colorido de rosa. A iluminação do prédio, ao longo deste mês, reflete a cor que simboliza o mês de luta pela prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama. No Salão Branco da sede do poder executivo local, a exposição de fotos Amor, I Love You retrata oito mulheres que receberam o diagnóstico de câncer de mama e conseguiram reconstruir a autoconfiança, a autoestima e a força para viver.

A exposição Amor, I Love You retrata oito mulheres que receberam o diagnóstico de câncer de mama e conseguiram reconstruir a autoconfiança, a autoestima e a força para viver | Fotos: Divulgação/SMDF

Realizada pela ONG Recomeçar – Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília, com o apoio da Secretaria da Mulher (SMDF), a mostra tem como objetivos sensibilizar as pessoas para a realização de exames preventivos e reforçar a importância da rede de apoio para as mulheres em tratamento contra o câncer de mama.

Com exames preventivos, o tratamento começa nos primeiros estágios da doença e é possível alcançar a recuperação e a superação da doença. “O Outubro Rosa é nosso momento de lembrar a mulher de cuidar da própria saúde. Nós sabemos que com a possibilidade do diagnóstico precoce a mulher tem mais chances de recomeçar sua vida”, destacou a Secretária da Mulher, Vandercy Camargos, durante a abertura oficial da exposição, na segunda-feira (3).

“Este mês, nós passaremos por diversos pontos do DF para oferecer, em parceria com o Sesc, exames de mamografias, exames preventivos e citopatológicos, a inserção do DIU e palestras de conscientização” Vandercy Camargos, secretária da Mulher

A presidente da Recomeçar, Joana Jeker, recebeu o diagnóstico do câncer de mama e superou a doença há 14 anos. Desde então, luta pelo cuidado e pela conscientização quanto à importância do autoexame das mamas e do acompanhamento regular. “A exposição, este ano, quer ressaltar a importância da rede de apoio às mulheres diagnosticadas com o câncer de mama. Muitas vezes, o que a gente precisa durante o tratamento é uma mão para seguir adiante, um ouvido para escutar as nossas dores e alguém para estar junto e para vislumbrar um futuro de cura”, explicou Joana.

A cerimônia de abertura da mostra contou ainda com a presença das secretárias de Saúde, Lucilene de Queiroz, e de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra; e da secretária do Meio Ambiente substituta, Marília Cerqueira, assim como do secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo Ferreira; do secretário de Turismo, William Almeida; do comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, coronel Alan Alexandre Araújo, e do diretor-geral do Detran-DF, Marcelo Rodrigues Nunes.

A agenda

Na ocasião, também foi lançada a agenda do Outubro Rosa, que reúne uma série de ações elaboradas pela Secretaria da Mulher (SMDF), em parceria com o Sesc-DF e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), especialmente pensadas para o combate à doença.

Um dos objetivos da exposição é sensibilizar as pessoas para a realização de exames preventivos

“Este mês, nós passaremos por diversos pontos do DF para oferecer, em parceria com o Sesc, exames de mamografias, exames preventivos e citopatológicos, a inserção do DIU e palestras de conscientização”, complementa a secretária da Mulher.

A carreta do Sesc estará no Recanto das Emas, Santa Maria, Samambaia, Ceilândia e Estrutural, juntamente com a unidade móvel da Secretaria da Mulher, o Ônibus Sesc + Saúde e a Carreta da Mulher do Sesc. Serão disponibilizadas 800 vagas para realização de mamografias, em mulheres com idade entre 50 e 69 anos, e 800 vagas para exames citopatológicos, em mulheres com idade entre 25 e 64 anos.

As interessadas na mamografia deverão fazer cadastro prévio por meio da administração das RAs visitadas ao longo do mês. Será preciso apresentar documento de identidade, CPF, comprovante de residência do DF e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) para o agendamento do exame.

As imagens também reforçam a importância da rede de apoio para as mulheres em tratamento contra o câncer de mama

Já o Ônibus Sesc + Saúde fará 20 atendimentos por dia, divididos em consultas ginecológicas e procedimentos de inserção de dispositivo intrauterino, o DIU. Para o exame preventivo, a mulher deverá ter de 25 a 64 anos e levar documento de identidade, CPF, comprovante de residência do DF e cartão do SUS. Quem quiser fazer a inserção do DIU de cobre precisa estar com o preventivo em mãos, com validade de até 1 ano, e com teste de gravidez de sangue feito nas últimas 24 horas, caso não esteja menstruada. Menores de idade precisam estar acompanhadas de responsável.

Além dos exames oferecidos pelo Sesc-DF, a equipe da Secretaria da Mulher levará informações sobre os cuidados preventivos oferecidos pela rede de saúde e sobre o autoexame das mamas, bate papos e palestras sobre a promoção da saúde feminina, assim como orientações sobre o enfrentamento à violência de gênero, sobre o fluxo de atendimento nos equipamentos da SMDF e sobre o cadastro para os cursos gratuitos ofertados pela pasta.

Também ocorrerá a ação #SextaRosa, em parceria com o Sinduscon-DF, por meio do convênio da Rede Sou Mais Mulher. A equipe da secretaria percorrerá canteiros de obras do Distrito Federal levando às trabalhadoras da construção civil palestras informativas sobre prevenção e enfrentamento ao câncer de mama.

*Com informações da Secretaria da Mulher

Últimas Notícias