Fale com o Governo Ações em Destaques

23/10/22 às 09:15, Atualizado em 23/10/22 às 09:55

Brasília recebe competição de dragon boat em ação do Outubro Rosa

Evento esportivo vai reunir 400 mulheres no Lago Paranoá para chamar a atenção para a importância da prevenção do câncer de mama

Agência Brasília* | Edição: Rosualdo Rodrigues

O Lago Paranoá, um dos cartões postais de Brasília, será invadido por barcos dragões. Vem aí o 1º Festival de Dragon Boat de Mulheres Sobreviventes do Câncer de Mama. Com apoio da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL), o evento ocorre entre os dias 26 e 29 de outubro e celebra o Outubro Rosa reunindo 27 equipes compostas por 400 mulheres que venceram o câncer.

Dragon boat é uma modalidade que permite o desenvolvimento físico e psicossocial e é conduzido por até 22 mulheres remando em sincronia | Foto: Divulgação/Canomama

Inédito no Brasil, o festival quer promover a modalidade dragon boat, que utiliza uma embarcação coletiva típica da China movida a tração humana. A iniciativa, promovida pela Associação Canomama, também vai contar com o 1º Encontro Nacional de Remadoras Rosas em Brasília.

Dragon boat é uma modalidade que permite o desenvolvimento físico e psicossocial e é conduzido por até 22 mulheres remando em sincronia. As embarcações medem 12,4 metros (com 1,16m de largura), pesam 250 kg e podem alcançar velocidade média de 22 km/h.

“Uma causa linda deve ser celebrada. A prática regular de exercícios físicos é uma peça fundamental não apenas na prevenção, mas também durante e após o tratamento oncológico” Giselle Ferreira, secretária de Esporte e Lazer

As remadoras da capital vão receber mulheres de todas as regiões do Brasil e de mais seis países: Panamá, Argentina, Canadá, Estados Unidos, Colômbia e Chile. A presidente da associação, Larissa Lima, 48 anos, que venceu o câncer de mama, destaca a importância de iniciativas que despertem a atenção para a prevenção da doença e que atraiam mais mulheres para a vida no esporte.

“A canoagem é um esporte que faz movimentos com os membros superiores, prevenindo diversas consequências que podem vir após o tratamento do câncer de mama. A prática da atividade melhora a autoestima, tira as mulheres do ambiente hospitalar e atua diretamente no desenvolvimento dos aspectos biopsicossociais”, destaca Larissa.

A ideia é ampliar o número de mulheres sobreviventes do câncer de mama praticando atividade física, além de prevenir o aumento da doença e do tabagismo, do sedentarismo e da obesidade, visando sempre o bem-estar físico e emocional das mulheres e possibilitando a troca de experiências.

“Uma causa linda deve ser celebrada. A prática regular de exercícios físicos é uma peça fundamental não apenas na prevenção, mas também durante e após o tratamento oncológico. Brasília é a capital de todas as modalidades esportivas e poder fomentar essa iniciativa, além de trazer uma novidade para o esporte, mostra que o esporte é de fato saúde”, destaca a secretária de esporte e lazer, Giselle Ferreira.

Serviço
– 1º Festival Internacional de Dragon Boat de Mulheres Sobreviventes do Câncer de Mama e 1º Encontro Nacional de Remadoras Rosas
– Data: 26 a 29 de outubro de 2022
– Local: Clube Ascade e Millennium Convention Center (Setor de Clubes Esportivos Sul)

*Com informações da Secretaria de Esportes do DF

Últimas Notícias