Fale com o Governo Ações em Destaques

3/11/22 às 17:40

Projeto musical financiado pelo FAC leva MPB para escolas públicas do DF

O sarau educativo passará por duas escolas de São Sebastião, uma do Itapoã e outra do Paranoá

Lúcio Flávio, da Agência Brasília | Edição: Carolina Lobo

“As apresentações não serão dentro de sala, mas em auditórios, enfim, espaços que a escola achar melhor, no qual possamos dialogar da melhor forma com os alunos” Marinho Lima, líder do grupo Quarteto Brasil Candango

Música como forma de conscientização e informação para alunos, professores e servidores do ensino médio das escolas públicas do Distrito Federal. Eis a proposta do projeto Música Popular Brasileira, do grupo Quarteto Brasil Candango. Ao todo, serão quatro apresentações em colégios de São Sebastião, Itapoã e Paranoá. O primeiro sarau educativo acontecerá nesta sexta-feira (4), às 17h, no Centro Educacional (CED) São Francisco de São Sebastião, o Chicão. A iniciativa conta com apoio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC).

“Vivemos um momento da cultura, do segmento musical onde tudo é muito midiático. Só tem músicas ligeiras, passageiras”, chama atenção o cantor e compositor Marinho Lima, líder do grupo formado ainda pelo violonista Nelson Latif, o percussionista Carlos Pial e o clarinetista Márcio Bezerra. “A proposta é apresentar e ensinar a garotada a valorizar nossa música popular brasileira e os grandes compositores que fazem parte da MPB”, explica.

O grupo Quarteto Brasil Candango é formado por Marinho Lima, Nelson Latif, Carlos Pial e Márcio Bezerra | Foto: Divulgação

O repertório de dez músicas conta com duas autorais do piauiense Marinho Lima e sucessos de artistas e compositores consagrados como Fausto Nilo, Chico César e o rei do baião Luiz Gonzaga. “Vamos mostrar a essência da nossa música”, antecipa o artista, que já tem dois trabalhos autorais gravados, além de um DVD. “As apresentações não serão dentro de sala, mas em auditórios, enfim, espaços que a escola achar melhor, no qual possamos dialogar da melhor forma com os alunos”, relata Marinho Lima.

Para o diretor do Centro Educacional São Francisco de São Sebastião, Matheus Costa, o projeto é importante, porque descentraliza o acesso à cultura e oportuniza aos alunos novidades da realidade brasileira por meio de clássicos da nossa MPB

Para o diretor do Centro Educacional São Francisco de São Sebastião, Matheus Costa, o projeto é importante, porque descentraliza o acesso à cultura e oportuniza aos alunos novidades da realidade brasileira por meio de clássicos da nossa MPB. “O distanciamento entre o centro e a periferia é real, muitas vezes esses alunos têm que sair da cidade para ter acesso à cultura e ao lazer, a esse tipo de entretenimento”, observa o gestor.

“Então, projetos como esses que atiçam os ouvidos da nossa juventude e mostram nossa diversidade são benéficos para o crescimento intelectual, histórico, social e ambiental dos alunos”, avalia Matheus Costa.

Confira o roteiro dos próximos encontros do projeto Música Popular Brasileira nas escolas públicas do DF:
-> dia 7 (segunda-feira), no Centro de Ensino Médio (CEM) 1 de São Sebastião, o Centrão
-> dia 8 (terça), no Centro Educacional (CED) 1 do Itapoã
-> dia 11, no Centro Educacional (CED) Darcy Ribeiro do Paranoá

Últimas Notícias