notas oficiais

8/5/18 15:06
Atualizado em 8/5/18 às 15:06

Pronunciamento: lançamento do mapeamento dos terreiros do Distrito Federal

Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Eu quero dizer que quando eu cheguei aqui hoje e participei daquela cerimônia de lavagem eu senti uma energia muito poderosa e positiva. E me fez pensar que uma das coisas mais bonitas que nós temos no nosso país é a nossa imensa diversidade cultural. Hoje nós estamos aqui no encontro de povos de terreiros e comunidade afro-brasileiras e aqui nesse mesmo local nós temos uma exposição muito bonita dos índios do Xingu.

Esse país é maravilhoso e nós temos que reconhecer, identificar essa diversidade e promover essa diversidade como um dos valores mais profundos e mais preciosos da nossa cultura. Esse trabalho Rafael, que você e a sua equipe da Universidade de Brasília, com o apoio de várias instituições, realizam é fundamental para que o poder público saiba onde estão esses terreiros porque isso vai ser um instrumento importante no processo de regularização desses locais.

Ele é importante para que a gente possa ter isso como instrumento de promoção da cultura, para promoção da segurança desses terreiros porque não podemos admitir que em nenhum lugar do país, muito menos na capital do país, haja qualquer manifestação de intolerância religiosa e de intolerância racial.

Foi por isso que o nosso governo criou a delegacia de combate aos crimes de intolerância religiosa e contra intolerância racial porque nós não vamos admitir nenhum crime de intolerância, muito pelo contrário, nós queremos e estamos fortalecendo o conselho de políticas e de igualdade racial, a conferência distrital com suas resoluções e vamos caminhar juntos para que a gente possa avançar no processo não apenas de reconhecimento, mas de promoção dos valores e da cultura afro-brasileira no nosso país.

Nós estamos iniciando os procedimentos para declarar a Prainha como patrimônio cultural e imaterial do Distrito Federal. E eu quero dizer com muita alegria que desde a primeira oportunidade que tive, ainda como secretário de Turismo, sempre apoiei as manifestações na Prainha. E no nosso governo a Prainha tem tido sempre as atividades respeitadas porque nós reconhecemos aquele lugar como cultura do Distrito Federal.

Também nas premiações do prêmio do FAC nós temos 20 prêmios a serem dedicados à cultura afro e queremos fazer muito mais e queremos fazer isso junto com vocês, ouvindo vocês, porque temos um profundo reconhecimento pela cultura de vocês.

Contem com o governo de Brasília para avançarmos nas políticas de igualdade racial.

Muito obrigado!

Leia a matéria DF fortalece proteção e reconhecimento dos povos de terreiro.