8/6/15 12:30
Atualizado em 8/6/15 às 12:30

Cerca de 300 entidades cadastraram-se como movimento social

Quando registradas, organizações poderão ter melhores condições para solicitar parcerias e apoio do governo de Brasília

Até o momento, cerca de 300 organizações com atuação em Brasília cadastraram-se como movimento social. “Nossa expectativa é fechar o ano com mais de 2 mil entidades devidamente cadastradas”, estima Acilino Ribeiro, subsecretário de Movimentos Sociais e Participação Popular, da Secretaria de Relações Institucionais e Sociais, pasta responsável por um mapeamento iniciado em 20 de maio. Balanço preliminar feito pela subsecretaria mostra que segmentos sindicais, culturais e relacionados ao meio ambiente foram os que mais fizeram o cadastro.

De acordo com Acilino, ao estarem registrados, os movimentos poderão ter melhores condições para solicitar parcerias e apoio governamentais. Além disso, receberão em primeira mão informações sobre abertura de editais.

A cada três meses, os dados serão utilizados como instrumento de referência para todas as secretarias do DF. A ideia é convidar essas organizações a participarem de atividades como seminários, que darão suporte para ações específicas de fortalecimento de cada segmento social.

Até o fim da primeira quinzena de julho, a subsecretaria deverá realizar um primeiro encontro com as entidades cadastradas. “Ele será importante para conhecer as demandas e começar a buscar as possibilidades de encaminhamentos”, destaca Acilino.

Cadastramento
O registro é permanente e destinado a organizações sociais sem fins lucrativos, como organizações não governamentais (ONGs), organizações da sociedade civil de interesse público (Oscips), associações e sindicatos.

Para cadastrar a entidade pela internet, o responsável legal deve acessar e preencher o formulário disponível no site da Secretaria de Relações Institucionais e Sociais. O documento solicita dados gerais da instituição, como nome, endereço, área de atuação, número de associados e um resumo do tipo de proposta de participação popular que a entidade defende. Aquelas que não têm CNPJ têm de encaminhar a ata de fundação para o e-mail cadastrodeentidades@gmail.com.

A inscrição também pode ser feita nas administrações regionais.

Leia também:

Cadastramento inédito de entidades da sociedade civil