20/11/15 14:09
Atualizado em 20/11/15 às 14:09

Justiça proíbe grevistas da CEB de fazerem piquetes

Sindicato está sujeito a multa diária de R$ 50 mil. Paralisação teve início em 9 de novembro

Grevistas da Companhia Energética de Brasília (CEB) estão proibidos de impedir empregados que não aderiram à paralisação de entrar nas dependências da empresa. A decisão foi tomada pela 3ª Vara do Trabalho de Brasília nessa quinta-feira (19). Segundo informações da CEB, integrantes do Sindicato dos Urbanitários no Distrito Federal, que representa a categoria, fizeram piquetes na entrada de diversas unidades, com o objetivo de bloquear o acesso de outros funcionários.

A Justiça estipulou multa diária de R$ 50 mil ao sindicato, a partir da primeira hora após o conhecimento do descumprimento da decisão. De acordo com a companhia, depois da liminar, a entrada a todas as unidades da empresa foram liberadas.

A greve começou em 9 de novembro, e a principal reivindicação do grupo é o reajuste salarial com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Desde o início da paralisação, todas as agências de atendimento da CEB estão fechadas. Parte dos serviços de emergência está funcionando. A empresa informou que cerca de mil unidades consumidoras ficam sem luz por dia e que, devido à greve, o tempo de restabelecimento da energia é maior do que o normal.