27/11/15 15:20
Atualizado em 27/11/15 às 15:20

Grupos artísticos se apresentam em festival brasiliense

Edição de 10 anos de evento de cultura popular reúne representantes do DF e convidados de Pernambuco e de São Paulo. Grupos se apresentarão também em 13 escolas públicas


. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Grupos populares locais se apresentam até domingo (29) na edição de 10 anos do Festival Brasília de Cultura Popular. Com o intuito de fortalecer a tradição local, a festividade conta com apresentações artísticas, como dança, música e teatro. Além dos representantes brasilienses, grupos de Pernambuco e de São Paulo participam do evento que tem o apoio da Lei de Incentivo à Cultura do Distrito Federal.

Responsável pela abertura do festival, nesta sexta-feira (27), o grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, idealizador da primeira edição, vai apresentar o espetáculo O Amor é Rio sem Margem, às 21 horas, com entrada gratuita. Em seguida, também no Centro Tradicional de Invenção Cultural (813 Sul), sobem ao palco os pernambucanos do Maracatu Carneiro Manso. A programação segue no fim de semana na área externa do Complexo Cultural da Funarte, a entrada é trocada por 1 quilo de alimento não perecível.

O momento mais tradicional do evento abrirá as atividades de sábado. A chegada do Calango Voador é anunciada pelo som da Orquestra Alada Trovão da Mata. O animal característico do Cerrado é apresentado, em rito teatral, como uma criatura mística e encantada.

“Todo ano fazemos um espetáculo diferente. Mais do que resgatar a cultura popular, entendemos que é preciso ter um olhar novo para a cidade. As tradições estão sempre se renovando”, conta Tico Magalhães, idealizador do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, que propôs, em 2004, o mito do Calango Voador na primeira edição do festival.

O evento
Além de quatro grupos locais — Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, As Caixeiras, Mamulengo Fuzuê e Boi de Seu Teodoro —, participam do evento Maracatu Carneiro Manso, Coco Amazucado Raio de Luz e Afoxé Alafin Oyó e os artistas Maciel Salú e Renata Rosa, todos de Pernambuco. Completam a programação, os representantes paulistas Coco de Oyá, com cantigas de raiz.

A participação de grupos populares de fora do Distrito Federal foi pensada desde a primeira edição para levar ao evento as tradições que fizeram parte da formação da cidade, como os candangos que ajudaram a construir Brasília. “Naquele começo, principalmente, as pessoas não tinham identificação cultural com Brasília, então trazíamos outros grupos. É importante porque a gente acaba se ligando às essências”, pontua Magalhães.

As atividades do festival seguem ainda após o fim de semana. O Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro visitará escolas públicas da cidade. Treze unidades de ensino vão receber o grupo. Além das apresentações nas escolas, haverá oficinas para os professores, visto que o grupo de manifestação popular está relacionado no conteúdo de referência do Programa de Avaliação Seriada (PAS) da Universidade de Brasília.

Apoio
O Festival Brasília de Cultura Popular tem apoio da Lei de Incentivo à Cultura do Distrito Federal. Por meio do benefício, a organização conseguiu captar R$ 559.928,60 dos R$ 792.968,80 que estava autorizada a arrecadar. Cinco empresas contribuíram para o evento cultural por meio da lei. Os empresários que patrocinam a cultura por meio da lei de incentivo ganham benefícios fiscais, como abatimento de impostos.

10º Festival Brasília de Cultura Popular
27 de novembro de 2015 (sexta-feira)
Às 21 horas
No Centro Tradicional de Invenção Cultural (813 Sul, ao lado da Embaixada da China)
Entrada gratuita 

28 e 29 de novembro de 2015 (sábado e domingo)
Às 16 horas no sábado e a partir das 15 h no domingo
No Complexo Cultural da Funarte (Eixo Monumental)
Entrada: 1 quilo de alimento não perecível

Acesse a programação completa.