22/12/15 14:46
Atualizado em 22/12/15 às 14:46

Premiadas 7 regiões administrativas vencedoras nos Jogos Abertos de Brasília 2015

Ceilândia, Gama, Lago Norte, Planaltina, Plano Piloto, São Sebastião e Taguatinga receberam troféus nesta terça (22), no Palácio do Buriti


Secretário de Educação, Esporte e Lazer, Júlio Gregório Filho, governador Rodrigo Rollemberg, administrador regional do Plano Piloto, Marcos Pacco, secretária-adjunta do Esporte e Lazer, Leila Barros
Secretário de Educação, Esporte e Lazer, Júlio Gregório Filho, governador Rodrigo Rollemberg, administrador regional do Plano Piloto, Marcos Pacco, secretária-adjunta do Esporte e Lazer, Leila Barros. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Atualizado em 22 de dezembro de 2015, às 14h37

Sete regiões administrativas foram premiadas na manhã desta terça-feira (22), no Palácio do Buriti, pelas colocações nos Jogos Abertos de Brasília 2015. As disputas ocorreram de 10 a 31 de outubro em seis modalidades: atletismo, basquete, futsal, judô, natação e voleibol. Mais de 2,5 mil atletas de 28 das 31 regiões (algumas competiram juntas) participaram do torneio.

Na solenidade de hoje, o governador Rodrigo Rollemberg entregou troféus às categorias que ainda não os tinham recebido nos dias das provas finais. No futsal masculino, o vencedor foi o Plano Piloto; no feminino, Planaltina. No voleibol masculino, Ceilândia; no feminino, o Lago Norte.  Nas classificações gerais, o primeiro lugar ficou com o Plano Piloto; o segundo, com Taguatinga; e o terceiro, com São Sebastião.

“Sabemos o que o esporte significa do ponto de vista da inclusão social, o potencial dele como vocação profissional e da importância também para a construção da cidadania, da qualidade de vida e da autoestima de uma sociedade”, enfatizou o chefe do Executivo, durante a premiação.

Campeões paraolímpicos
Nas modalidades paraolímpicas (atletismo, basquete em cadeira de rodas e natação), São Sebastião levou o primeiro lugar; Taguatinga, o segundo; e o Gama, o terceiro. O Plano Piloto também ganhou o troféu transitório — prêmio dado à região mais bem classificada que permanece com ela caso vença o torneio por três anos consecutivos ou cinco vezes.

Os jogos foram promovidos pela Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, com patrocínio da Federação das Indústrias do Distrito Federal, que bancou integralmente os custos dos prêmios e das taxas de arbitragens.

Para a secretária-adjunta do Esporte e Lazer, Leila Barros, a quantidade de atletas e pessoas que aderiram à ideia mostrou que o projeto foi vitorioso. “Percebemos que Brasília anseia por isso, que aqui há um potencial humano enorme para o esporte e, sempre que pudermos, vamos fazer parcerias para promovê-lo.”

Participaram também da cerimônia o secretário de Educação, Esporte e Lazer, Júlio Gregório Filho; a secretária-adjunta do Esporte e Lazer, Leila Barros; os administradores regionais de Planaltina, Vicente Salgueiro; do Plano Piloto, Marcos Pacco; do Lago Norte, Leandro Casarin; de São Sebastião, Jean Duarte Carvalho; de Taguatinga, Ricardo Lustosa; e o servidor da administração de Ceilândia Rivas da Silva Alves, representando o administrador regional Vilson José de Oliveira.

Leia também:

Atletas já esperam pela próxima edição dos Jogos Abertos de Brasília

Veja a galeria de fotos:

https://www.flickr.com/photos/agenciabrasilia/albums/72157662094219130″ title=”Premiadas 7 regiões administrativas vencedoras nos Jogos Abertos de Brasília 2015″>https://farm6.staticflickr.com/5689/23610474670_eca1abbf4f_c.jpg”width=”800″ height=”531″ alt=”Premiadas 7 regiões administrativas vencedoras nos Jogos Abertos de Brasília 2015″>