2/5/16 12:34
Atualizado em 25/5/16 às 13:13

Governo de Brasília e ONG africana assinam protocolo para a promoção da justiça e da paz social

Organização é presidida pela ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela

Governador Rodrigo Rollemberg entregou à ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela, a Bandeira Nacional
Governador Rodrigo Rollemberg entregou à ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela, a Bandeira Nacional. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Atualizado em 2 de maio de 2016, às 10h49

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social e a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade, com sede em Maputo, Moçambique, assinaram um protocolo de intenções nesta segunda-feira (2). O ato ocorre um dia antes de Brasília ser a primeira cidade do País a receber a tocha olímpica e no mês em que é celebrado o Dia Internacional da África, em 25 de maio.

O objetivo da parceria é promover a cooperação técnica, científica e educacional entre a pasta e a organização não governamental presidida pela ativista moçambicana Graça Machel, viúva de Nelson Mandela e mundialmente conhecida pelo trabalho em prol da justiça social, do empoderamento feminino e da cultura de paz. Graça veio a Brasília para a assinatura e foi recebida pelo governador Rodrigo Rollemberg, que entregou à visitante a Bandeira Nacional.

“O que fazemos aqui é compartilhar experiências bem-sucedidas. Queremos transformar Brasília em uma referência da cultura de paz. Sabemos que ainda vivemos numa sociedade desigual, com muita violência doméstica, contra a mulher e contra os jovens  especialmente jovens negros”, afirmou Rollemberg. “Recebemos a Graça Machel em um momento histórico, logo antes da Olimpíada, que talvez represente o evento mundial mais significativo em que os povos deixam suas diferenças de lado”, completou.

Os trabalhos da cooperação serão aplicados no Viva Brasília  Nosso Pacto pela Vida, programa de segurança pública do governo local. “É grande a honra de fazer parte desse momento em que Brasília vai receber a tocha olímpica. Assinamos aqui um compromisso de colocar na cabeça das pessoas a semente da paz”, disse a ativista.

Ato pela Paz Mundial
Graça Machel fica até quarta-feira (4) em Brasília. Por volta das 18h30 desta terça (3), ela discursará no Ato pela Paz Mundial, evento organizado pelas Secretarias de Cultura, de Esporte, Turismo e Lazer e da Segurança Pública e da Paz Social para preparar a chegada da tocha olímpica à Esplanada dos Ministérios. A pacifista, que foi ministra da Educação e Cultura de seu país por 10 anos, exaltará Brasília como Cidade da Paz. De 1976 a 1986, Graça foi também a primeira-dama de Moçambique, casada com Samora Machel, o primeiro presidente da nação africana.

Participaram do evento de hoje a colaboradora do governo Márcia Rollemberg, esposa do governador; a secretária da Segurança Pública e da Paz Social, Márcia de Alencar Araújo; os comandantes-gerais do Corpo de Bombeiros, coronel Hamilton Santos Esteves Junior, e da Polícia Militar, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira; o diretor-geral do Departamento de Trânsito, Jayme Amorim; a secretária-adjunta de Cultura, Nanan Catalão; o subsecretário do Sistema Penitenciário, Anderson Espíndola; e os embaixadores de Moçambique, Manuel Tomás Lubisse, e da África do Sul, Joseph Ntshikiwane Mashimbye.

Veja a galeria de fotos:

Governo de Brasília e ONG africana assinam protocolo para a promoção da justiça e da paz social