6/6/16 10:50
Atualizado em 6/6/16 às 11:37

Portal da Qualificação Profissional supera a meta de um ano para inscrições

Último balanço do programa, em 30 de maio, indicava 11.679 alunos matriculados, contra a estimativa inicial de 10 mil cadastros

Em pouco mais de dois meses de vigência, o Portal da Qualificação Profissional atingiu a meta de inscrições para um ano. Até 30 de maio, o site contava com 11.679 alunos. Destes, 2.567 se formaram e 2.349 imprimiram os certificados. O objetivo, quando o programa foi lançado em 21 de março, era alcançar 10 mil cadastros até 2017. A intensa procura por capacitação reflete o momento pelo qual o mercado de trabalho passa. Com a crise econômica e a elevação da taxa de desemprego — de 18% em abril, de acordo com a última Pesquisa de Emprego e Desemprego, da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) —, cresce também a exigência de formação para o preenchimento de vagas.

A maior parte das matrículas foi feita para o curso de auxiliar administrativo: 4.540. O módulo de auxiliar de contabilidade também teve boa adesão e registrou 1.674 interessados. O público do portal é composto principalmente por pessoas à procura de uma ocupação. “Aparece gente que quer postos melhores, mas a maioria está buscando uma vaga. Os alunos alegam que o mercado está mais exigente, em razão da retração na oferta de postos de trabalho, e que precisam se preparar mais para conseguir uma colocação”, explica o secretário-adjunto do Trabalho, da pasta do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Thiago Jarjour.

Requisitos

Todas as capacitações são gratuitas e no formato educação a distância. Para se matricular, basta o interessado informar os dados pessoais. Não há exigência de idade nem de escolaridade mínimas. O único pré-requisito é ter acesso a um computador, tablet ou dispositivo móvel com internet. Ao fim do curso, é emitido um certificado chancelado pela Secretaria do Trabalho.

Edição: Paula Oliveira