23/6/16 19:01
Atualizado em 6/12/16 às 18:53

Inscrições para simpósio sobre tráfico de pessoas vão até 11 de julho

Promovida pela Secretaria de Justiça e Cidadania, conferência reunirá estudiosos do tema em 26 e 27 de julho, no auditório da Defensoria Pública da União

Estão abertas até 11 de julho as inscrições para participação ou apresentação de trabalhos no Simpósio Distrital da Rede de Atenção ao Migrante Refugiado e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Promovido pela Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal, o encontro será em 26 e 27 de julho, no auditório da Defensoria Pública da União, das 8h30 às 18 horas. O evento ocorre próximo a 30 de julho, Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, instituído pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

O principal objetivo é reunir a comunidade acadêmica para discutir produções científicas sobre tráfico humano, questões migratórias e de refúgio. Parte da 3ª Semana Nacional de Mobilização de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas — de 25 a 30 de julho —, a conferência já tem confirmada a presença de representantes da Universidade de Brasília (UnB), do Centro Internacional para o Desenvolvimento de Políticas de Migração, do Ministério da Justiça e Cidadania, e da Agência da Organização das Nações Unidas para Refugiados, entre outros órgãos públicos e entidades.

Especialistas convidados vão expor materiais que contêm conclusões quantitativas e qualitativas sobre a realidade dos temas a serem tratados. Além das apresentações, haverá grupos de trabalho para discutir desafios e estabelecer estratégias de políticas migratórias e de enfrentamento ao tráfico de pessoas. “Trata-se de uma reunião técnica, que pretende aproximar os parceiros envolvidos direta e indiretamente em matéria de tráfico de pessoas e atendimento às vítimas de violações de direitos”, define o secretário de Justiça e Cidadania, Marcelo Lima.

Enfrentamento ao tráfico de pessoas no Distrito Federal

Para mobilizar esforços no combate e na prevenção do tráfico de pessoas, Brasília conta com o Comitê Distrital de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. O colegiado é coordenado pela Secretaria de Justiça e Cidadania, por meio da Diretoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Apoio ao Migrante Refugiado, vinculada à Subsecretaria de Políticas para Justiça e Cidadania e Prevenção ao Uso de Drogas. O tráfico de pessoas visa à exploração sexual, ao aliciamento para o trabalho escravo e à venda de órgãos, entre outros abusos contra os direitos humanos.

Campanha mundial Coração Azul

Com o objetivo de conscientizar e inspirar aqueles que detêm poder de decisão a promover as mudanças necessárias para acabar com o tráfico de pessoas, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime criou a campanha mundial Coração Azul (Blue Heart Campaign, em inglês). O lançamento foi em março de 2009, em Viena, na Áustria. O Brasil aderiu à campanha em maio de 2013.

A cor azul representa a tristeza das vítimas do tráfico de pessoas e quer lembrar a insensibilidade daqueles que compram e vendem outros seres humanos. O uso dessa cor das Nações Unidas também demonstra o compromisso da instituição com a luta contra esse crime que atenta contra a dignidade humana e que fere princípios de direitos humanos consagrados em inúmeros documentos internacionais ratificados por vários países.

Simpósio Distrital da Rede de Atenção ao Migrante Refugiado e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Em 26 e 27 de julho (terça e quarta-feiras)

Das 8h30 às 18 horas

Inscrições até 11 de julho (segunda-feira)

No auditório da Defensoria Pública da União — Setor de Autarquias Norte, Quadra 5, Lote C, Centro Empresarial CNC, Bloco C, 18º andar

Acesse a ficha de inscrição para Simpósio Distrital da Rede de Atenção ao Migrante Refugiado e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

Veja as normas para apresentação de trabalhos

Mais informações: (61) 2104-1913

 

Edição: Raquel Flores