Fale com o Governo Ações em Destaques

15/3/18 às 19:05, Atualizado em 15/3/18 às 20:04

Lago Norte terá mutirão de plantio neste fim de semana

Viveiro Comunitário doou cerca de mil mudas para a ação, que ocorre no sábado de manhã na Quebra da 13

Dávini Ribeiro, da Agência Brasília

Cerca de mil mudas produzidas no Viveiro Comunitário do Lago Norte serão plantadas na QL 11/13 da região — local conhecido como Quebra da 13 —, próximo ao Hospital Sarah Kubitschek. A ação, marcada para sábado (17), às 9 horas, faz parte de uma série de mutirões organizados pela administração regional na área.

Mudas de ipê-amarelo no Viveiro do Lago Norte.
Mudas de ipê-amarelo no Viveiro do Lago Norte. Foto: Tony Winston/Agência Brasília – 25.11.2015

A ideia é reflorestar e criar um local de contato com a natureza para os moradores. “Uma vez que o bosque estiver crescido, ele vai abraçar a área do Cerrado remanescente”, prevê o administrador do Lago Norte, Marcos Woortmann. Entre as espécies a serem plantadas estão o ipê e o ingá.

Mutirão envolverá representantes do Brasília Capital Moto Week, de empresas privadas e de associações da sociedade civil

O trabalho neste fim de semana terá como principal aliado o evento Brasília Capital Moto Week, que está convidando motoclubes para auxiliar no plantio e ficará responsável por cuidar das mudas posteriormente.

A participação de representantes do encontro motociclístico faz parte da compensação ambiental necessária devido ao carbono emitido com a aglomeração de motocicletas na edição do ano passado, entre 21 e 30 de julho.

Também são parceiros do plantio deste sábado empresas privadas, associações da sociedade civil e outros órgãos do governo.

Os mutirões para reflorestar a Quebra da 13 no Lago Norte começaram em 2011. Desde então, de acordo com a administração regional, 2,5 mil árvores foram plantadas. Há no local árvores com quase 5 metros.

Como funciona o Viveiro Comunitário do Lago Norte

Criado em 3 de julho de 2015, o Viveiro Comunitário do Lago Norte, na QL 6, tem capacidade para produzir 40 mil mudas por ano para doação e reflorestamento. A área de 639 metros quadrados é cedida pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).

O viveiro tem o propósito, também, de promover a educação ambiental. Quem visita o local pode levar até cinco mudas para casa gratuitamente.

Edição: Marina Mercante

Últimas Notícias