20/4/18 19:58
Atualizado em 28/11/18 às 15:47

Governo divulga lista de convocados do Jovem Candango

Selecionados têm de 23 a 27 de abril para comparecer às instituições munidos de a toda documentação e da comprovação dos requisitos do programa

São 1,6 mil os selecionados na lista do programa Brasília + Jovem Candango, e não 1,7 mil, como informado inicialmente pela Secretaria de Políticas para Crianças. Desse total, 1,4 mil são para contratação imediata, e 200 — e não 300 — vão formar o cadastro de reserva.

A Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude divulgou o resultado final dos selecionados para o programa Brasília + Jovem Candango. São 1,6 mil nomes, dos quais, os primeiros 1,4 mil são para contratação imediata, e os outros 200, para formação de cadastro de reserva.

Os selecionados serão contatados, neste sábado (21), para comparecer, com toda a documentação e comprovação dos requisitos do programa, às instituições executoras. São elas a Obras Sociais Jerônimo Candinho (OSJC) e a Rede Nacional de Aprendizagem, Promoção Social e Integração (Renapsi).

Lista da Renapsi

Lista da OSJC

O período de comparecimento vai de segunda-feira (23) a 27 de abril. Os critérios de seleção levam em conta questões como idade, série escolar, renda familiar e pontuação social. Consideram ainda fatores como:

  • Ser participante do CadÚnico
  • Ser participante de programas governamentais de erradicação do trabalho infantil
  • Ser familiar em primeiro grau de vítimas ou de presos encaminhados pela Funap-DF
  • Ser de família que atuava no lixão da Estrutural
  • Ser de família de residentes do Paranoá Parque em situação de vulnerabilidade comprovada
  • Ser jovem oriundo de família acompanhada há mais de um ano pelo Conselho Tutelar

Os selecionados serão contratados e farão o curso técnico de auxiliar de escritório. Com o jovem, será celebrado contrato de aprendizagem, com prazo de 16 meses e carga de 20 horas semanais — em um total de 1.280 horas —, divididas entre atividades práticas e teóricas.

Os contratados terão direito a dois terços do salário mínimo (cerca de R$ 636), vale-alimentação de R$ 220, vale-transporte, 13º salário, indenização de férias, abono, seguro de vida, uniforme e crachá. Não haverá interrupção do contrato para gozo de férias.

Critérios de distribuição das vagas

Os jovens não selecionados entre os primeiros 1,4 mil farão parte de um banco de vagas da instituição e podem ser convocados quando houver disponibilidade.

As vagas serão distribuídas da seguinte forma:

  • 65% para os que atendam aos critérios de seleção exigidos
  • 15% para jovens em cumprimento de medida socioeducativa
  • 5% para jovens em situação abrigacional/acolhimento
  • 5% para jovens atendidos pelo programa Bombeiro Mirim do DF
  • 5% para jovens residentes em área rural do DF, no mínimo, há cinco anos
  • 5% para pessoas com deficiência, a partir dos 14 anos