27/4/18 19:29
Atualizado em 30/4/18 às 10:23

Governo negocia com MTST desocupação pacífica de área em Ceilândia

Cerca de 800 famílias ocuparam irregularmente o local. Grupo reivindicava cadastramento para participar do programa Morar Bem

Foi um acordo rápido e sem o uso da força. Entre o início da tarde de sábado (21) e a tarde desta quinta-feira (26), o subsecretário de Mobilização Social, Acilino José Ribeiro de Almeida, conseguiu esfriar os ânimos e obter a retirada de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) da Quadra 309 do Sol Nascente, em Ceilândia.

De acordo com lideranças do movimento no Distrito Federal, cerca de 800 famílias ocuparam a área, destinada ao programa Morar Bem.

"Foi uma negociação arrastada, mas valeu o esforço"Acilino José Ribeiro de Almeida, subsecretário de Mobilização Social

Com ajuda da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) e da Secretaria-Adjunta de Desenvolvimento Social, a negociação transcorreu sem maior divergência e chegou ao acordo.

“Exaurimos todos as possibilidades até chegarmos a um acordo. Foi uma negociação arrastada, mas valeu o esforço”, resumiu o subsecretário. “Nosso objetivo foi cumprido porque conseguimos negociar civilizadamente e sem cogitar o uso da força, uma determinação do governador”, acrescentou.

A Quadra 309 do Sol Nascente é uma área de utilidade pública destinada ao projeto da Codhab. “Iniciamos o cadastramento nesta quinta (26), e isso possibilitou que as famílias se retirassem e liberassem o terreno assim que começamos o trabalho”, explicou Almeida.

Edição: Vannildo Mendes