5/7/19 10:19
Atualizado em 5/7/19 às 10:19

Secretaria da Mulher: parcerias para estimular empreendedorismo feminino

São duas frentes: uma, para empoderar; outra, para buscar autonomia econômica. Confira os resultados

A Secretaria da Mulher iniciou uma série de medidas para ajudar no combate à violência contra o sexo feminino. É o caso da reabertura do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), da 102 Sul, instalada dentro da estação de metrô. O lugar acolhe mulheres em situação de violência de gênero e faz todo acompanhamento social, psicológico, pedagógico e de orientação jurídica. 

Em parceria com a Secretaria de Educação e o Instituto Avon, foi lançado o programa Amor sem Violência. A iniciativa promove ações sobre relações saudáveis entre jovens – e afeta diretamente os 80 mil alunos do ensino médio da rede pública. 

Também foi lançado o Rede Sou Mais Mulher, que trouxe o curso “Ela Pode”, financiado pelo Google. O projeto tem o objetivo de ajudar mulheres que querem empreender e busca promover ações voltadas ao combate à violência contra as mulheres, igualdade de gênero, empreendedorismo feminino e autonomia econômica das mulheres.

O Rede é uma parceria entre a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa-DF), Banco de Brasília (BRB), Rede Mulher Empreendedora, Avon e Instituto Avon. As futuras mamães também poderão ser orientadas para que sejam protagonistas de seu próprio parto.