30/7/19 16:02
Atualizado em 30/7/19 às 16:07

Sejus inscreve 572 jovens do sistema socioeducativo em exame para certificação de escolaridade

Sejus pretende aumentar número de inscritos em relação a 2018, quando 510 se submeteram à prova

A Secretaria de Justiça e Cidadania do DF (Sejus), por meio da Subsecretaria do Sistema Socioeducativo, inscreveu 572 adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa nas unidades de internação para realizarem a prova do Exame Nacional Para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL 2019). A Sejus eleva a meta em 10% com base no ano de 2018, quando foram inscritos 510 socioeducandos.

O Encceja PPL é uma oportunidade para obtenção de certificados do ensino fundamental e médio para adolescentes e jovens do sistema socioeducativo que cumprem medida de restrição de liberdade. A participação no exame é voluntária e gratuita.

O exame será aplicado nos dias 08 e 09 de outubro. É aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e destinado àqueles que não concluíram os estudos na idade adequada. Os participantes devem ter, no mínimo, 15 anos de idade para certificação do fundamental e ao menos 18 anos para o ensino médio.

Para o subsecretário do Sistema Socioeducativo, Demontiê Alves, essa demanda é mais um passo na garantia de direitos no que se refere à escolarização e, futuramente, à profissionalização do jovem que necessitar da certificação para ocupar vagas de estágio e emprego.

Mais informações sobre o exame estão no site do Inep: www.inep.gov.br.

 

* Com informações da Secretaria de Justiça.