22/1/20 13:28
Atualizado em 22/1/20 às 14:41

Um novo destino para o Parque Urbano da Vila Planalto

Administração Regional do Plano Piloto assume o local e planeja ações para evitar invasões e depósitos de entulho. Criação da Vila Frutas provocou a mudança

Casados, Claudismar Zupiroli e Abadia Alves cuidam das plantas e impedem o abandono do local | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Localizado numa das áreas mais nobres de Brasília, o Parque Urbano da Vila Planalto vive um novo momento. Com uma área de pouco mais de 120 hectares e  vizinho ao centro do poder político nacional, o local foi transferido no final do ano passado à Administração Regional do Plano Piloto e, agora, deve finalmente ganhar um plano de ocupação.

Com o planejamento, o governo vai iniciar obras de infraestrutura e reforçar a limpeza, além de estimular iniciativas que visem o combate a invasões e a pontos de depósito de lixo e entulho. “É uma área que está precisando de um olhar mais cuidadoso e agora, sairá do abandono”, garante a administradora regional, Ilka Teodoro. “Inclusive, já destinamos parte do nosso orçamento para investir lá ainda neste ano”, adianta.

“É uma área que está precisando de um olhar mais cuidadoso e agora, sairá do abandono”Ilka Teodoro, administradora do Plano Piloto

Segundo Ilka, além do orçamento público haverá um empenho do governo em buscar parceiros para viabilizar as melhorias. “Neste momento estamos trabalhando na elaboração da minuta do plano de ocupação junto com a Seduh [Secretaria de Desenvolvimento Urbano] e o Brasília Ambiental”, detalha a administradora.

Vila Frutas

A transformação visual do local já está em curso com a chegada das primeiras mudas da Vila Frutas, uma iniciativa da comunidade que consiste no plantio de mais de 600 espécies de árvores frutíferas. “A administração cedeu o espaço e o Brasília Ambiental deu a licença”, explica o advogado Claudismar Zupiroli, que lidera o movimento.

Nos últimos dois finais de semana, ele, a esposa, Maria Abadia Alves, e outros dez moradores colocaram a mão na massa e iniciaram os plantios com a colocação de 300 mudas. A previsão é que sejam plantadas cerca de mil ramos de frutíferas ao todo. “Hoje já temos aqui pelo menos quatro tipos de jabuticaba, oito de araçá e uma centena de outras espécies exóticas”, comenta.

1.000 ramosde frutíferas serão plantados no parque

As mudas que já estão no chão fazem parte das doações dos viveiros da Administração do Lago Norte e do ParkWay, além de outras espécies que foram adquiridas pela própria comunidade. “Nossa ideia é fazer daqui um pomar representativo de frutas nativas brasileiras. E também de frutas raras, que muita gente não conhece.”

A administradora regional do Plano Piloto diz acreditar que a iniciativa é o pontapé inicial para novas parcerias e a “manutenção saudável do espaço”. “Além de cuidar da área, o pomar vai transformar aquele local em um ponto de encontro e lazer das famílias. Pode até mesmo ser mais um atrativo para o turismo gastronômico da Vila”, avalia Ilka Teodoro.

Mudas de limão imperial foram plantadas há cerca de duas semanas | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

História

Vizinho do Palácio do Jaburu e do Palácio da Alvorada, o Parque Urbano da Vila Planalto foi criado em 2003, com objetivo de manter a conservação da vegetação nativa do Cerrado e proporcionar atividades de educação ambiental para a comunidade. Mas indefinições quanto à responsabilização do terreno dificultaram a definição de atribuições, deixando apenas no papel a finalidade protetiva da área.

A área do parque compreende uma extensão de mais de 126 hectares. “A gente orienta a população e pede para não jogarem lixo, mas não podíamos fazer muita coisa, porque a área até então não era nossa”, arremata Ilka Teodoro.

Um novo destino para o Parque Urbano da Vila Planalto

Galeria de Fotos

Um novo destino para o Parque Urbano da Vila Planalto